O mundo é nossa cria

Mercúrio e Plutão em quadratura; a Lua cresce no signo de Touro.

Quiroga, O Estadao de S.Paulo

19 de março de 2010 | 00h00

Os acontecimentos são pensamentos palpáveis, fruto da corrente de ideias que circula pela humanidade desde o início. O mundo é nossa cria, as abominações e exaltações são nossos filhos, fruto do que nos permitimos pensar quando achamos estar a sós com nós mesmos. A vida é ininterrupta, não depende de nossas existências, o que pensamos se dissemina ao longo de gerações. Quando isso for aceito como um fato científico, seremos capazes de reinventar o mundo. O equívoco de que a vida se resume ao envoltório terreno e de que tudo que de subjetivo existe é produto da matéria nos afunda nas trevas da ignorância e promove a discórdia, porque carece da visão do que temos em comum. Só a compreensão da beleza da vida levada à prática salvará o mundo.

ÁRIES 21-3 a 20-4

Você não deve culpar as circunstâncias pelo teor das atitudes que você

toma. Todas as atitudes são fruto de decisão, são independentes das circunstâncias que, apesar de duras, não obrigam você a nada.

TOURO 21-4 a 20-5

É desconfortável deparar-se com o resultado dos erros cometidos que você teria preferido esquecer. Mas, ao mesmo tempo, essa seria a oportunidade de erradicar os mesmos para que nunca mais surpreendam negativamente.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

Exceder-se nas críticas e não apresentar nenhuma solução acabará se tornando uma situação negativa para os seus planos de transformação. Por isso, apesar do desconforto, passe por cima do que tanto incomoda.

CÂNCER 21-6 a 21-7

É de esperar-se que aconteça jogo sujo, que as pessoas tomem atitudes que não seriam próprias de humanos, mas de animais. Porém, você deve esforçar-se para não sentir que a situação convida a participar do jogo sujo.

LEÃO 22-7 a 22-8

Passos maiores do que a perna dão no que dão, todo mundo sabe disso. Mas a ambição contradiz o bom senso e mesmo você conhecendo os resultados da ousadia, a situação se repete incessantemente. Como dar fim a isso?

VIRGEM 23-8 a 22-9

É possível distorcer tudo até que se pareça com o que você deseja. Isso dará certo ar de vitória, mas o tempo passará e a distor-ção vai tornar-se evidente.

Aí o ar de vitória se transformará em derrota.

LIBRA 23-9 a 22-10

Contemplar as atitudes absurdas que certas pessoas tomam fere intimamente muitos conceitos básicos. Porém, isso não deve servir para você achar que os conceitos estão ultrapassados, mas para afirmá-los mais ainda.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

Quando os pequenos assuntos começarem a dar errado, veja nisso um convite para você lhes prestar mais atenção. Tratar a situação com enfado só complicaria ainda mais o panorama. Melhor prestar atenção.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

Quando alguns desejos não podem ser satisfeitos, dadas as circunstâncias, o pior que se pode fazer é teimar em seguir em frente. Isso só asseguraria que você desse de cara contra a parede da sua própria teimosia.

CAPRICÓRNIO 21-3 a 20-4

Tudo pode ser negociado, mas dentro das estritas normas de correção. Quando começarem a surgir quaisquer vestígios de jogo baixo, tenha a delicadeza de retirar-se e aguardar que as coisas recuperem a lucidez.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

Quando você conversa com pessoas lúcidas, elas não ouvem suas palavras, mas leem o que está nas entrelinhas. Por isso, se você tiver questões que prefere manter em silêncio, melhor tomar cuidado com o que diz.

PEIXES 20-2 a 20-3

Os apertos são necessários, porque de outro modo a alma se entregaria à lassidão e não se esforçaria para garantir a realização dos ideais que, de tão avançados que são, não poderiam acontecer automaticamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.