O morador interno

A Lua cresce no signo de Câncer

Oscar Quiroga, O Estado de S.Paulo

07 de maio de 2011 | 00h00

Conhecer a realidade através dos olhos do morador interno, a alma, confere a experiência da verdade interior, que enxerga mundos em grãos de areia e beleza onde parece faltar. Essa verdade não pode ser comercializada nos mercados porque é de graça, sendo ela em si mesma a própria graça. Essa verdade resiste ao dinheiro e à soberba. Nosso pequeno e infinito mundo interior não é limitado pelas leis da natureza nem se constrange com tempo ou espaço, no mais recôndito de nossas essências há o espírito livre de toda distinção, transcendental, imanente e manifesto também. Quanto mais negamos a nós mesmos a visão graciosa da alma, mais tempo permanecemos acorrentados às nossas especulações intelectuais e cobiças materiais. Poderíamos, se quiséssemos, viver na alma e experimentar profundo regozijo.

ÁRIES 21-3 a 20-4

Ainda que sua alma seja capaz de surfar com destreza em águas turbulentas e cheias de perigos, para que sua saúde seja preservada isso não deve tornar-se uma prática constante. Por isso, descanse e despreocupe-se.

TOURO 21-4 a 20-5

As agressões nem sempre acontecem no mundo físico. Há silêncios que são agressivos, assim como também há pensamentos tão sinistros que provocam acidentes e colocam toda classe de percalços no caminho das pessoas.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

Evitar as tarefas seria uma pena, porque por trás delas se esgueiram oportunidades maquiadas

de coincidências, que você nem perceberia se não tivesse a boa disposição de enfrentar e cumprir as suas tarefas.

CÂNCER 21-6 A 21-7

Os ressentimentos levam as pessoas a cometerem loucuras e, se elas já sofriam como resultado do coração ressentido, a partir de então passam a sofrer dobrado, pelo que lhes aconteceu

e pelo que fizeram também.

LEÃO 22-7 a 22-8

Faça o necessário sem envolver seu coração, preferindo isso ou aquilo. Busque agir da forma mais desapegada possível, desinteressando-se pelos resultados, apenas fazendo o que precisa pelo dever de fazê-lo.

VIRGEM 23-8 a 22-9

Quando as circunstâncias forem favoráveis, não espere acontecer, tome a iniciativa. Porém, se as circunstâncias forem adversas, também tome a iniciativa. O assunto é você fazer acontecer em vez de esperar.

LIBRA 23-9 a 22-10

Os conceitos que foram úteis em tempos passados começam a mostrar-se ineficientes para lidar com os acontecimentos atuais. Eis a oportunidade de rever os seus pontos de vista e opiniões e libertar-se do passado.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

Ofereça uma margem generosa aos erros, mas exija que sempre haja boa vontade para retificá-los. É natural que todo mundo cometa erros, mas não é nada natural que as pessoas estacionem nessa condição sem nada fazer.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

Todas as preocupações têm fundamento nas ilhas egoístas em que nossa humanidade pretende fazer do detalhe a questão mais importante do Universo. Todas as preocupações se desintegrariam com uma decisão apenas.

CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1

A inveja mata, mas aos poucos, como veneno insidioso que corrói a alma até ela perder seu viço

e alegria. A inveja mata e também assassina, porque contamina os relacionamentos com argumentos sinistros.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

Comunicar assuntos delicados requer atenção e cuidado, especialmente em relação à hora e lugar adequados para fazê-lo. Todo cuidado será pouco, as pessoas, quando se melindram, resistem a ouvir verdades.

PEIXES 20-2 a 20-3

A sensibilidade informa com mais clareza do que as informações absorvidas pelo intelecto. A verdade flui através das entrelinhas das notícias e evocam uma resposta do fundo da alma, que é traduzida em sensações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.