"O Homem Aranha" passa hoje na TV

Recordista de público nos cinemas do País, no ano passado, O Homem-Aranha arrastou multidões aos cinemas e se transformou no maior sucesso entre os personagens que Hollywood foi buscar nos quadrinhos desde Batman. O super-herói de Sam Raimi é a atração de hoje do canal HBO, às 22h45, com direito a reprise à 1h45 no HB2, ambos da TVA e DirecTV. O que há de mais bacana no filme é que ele conta a história de um herói adolescente e o trata como se os conflitos de identidade e as mudanças que ocorrem em seu corpo não fossem muito diferentes das de qualquer teen. Oh, sim, ele de repente revela superpoderes, mas quando diz ao pai que algo está se passando com seu corpo, o velhote imediatamente pensa em hormônios, fluidos e diz que com ele também ocorreu a mesma coisa. No segundo filme da série, que estréia no ano que vem, o diretor Raimi promete intensificar os conflitos pessoais do herói, o que terá de fazer sem prejuízo da ação, claro. O vilão deste segundo filme será o Dr. Octopus, mas isso é coisa para o segundo semestre de 2004 e, assim, é bom ficar concentrado nos personagens do primeiro filme - o vilão Williem Dafoe, a mocinha Kirsten Dunst. Na história, o adolescente Peter Parker é picado por uma aranha que teve sua engenharia genética alterada num experimento científico e passa, ele próprio, por mutações que lhe conferem poderes especiais e o transformam no homem-aranha do título. Tudo isso contribuiu enormemente para que O Homem-Aranha atraísse especialmente o público jovem, que é o que mais freqüenta as salas de cinema. Sucesso garantido, o mais curioso é que o criador do personagem, Stan Lee, depois de elogiar o filme de Sam Raimi, entrou com um processo contra a Marvel, acusando a empresa de haver-lhe surrupiado milhões de dólares que ele deveria ter recebido, como participação nos fantásticos lucros da franquia. O diretor Raimi virou cult logo na estréia, com o exagero de gosma da sua fantasia de terror, Dead Evil, que demorou para ser lançada aqui (como Uma Noite Alucinante). Sua primeira incursão pelo universo dos super-heróis, com Darkman - Vingança sem Rosto, obteve sucesso apenas médio e ele se ensaiou em dramas como Um Plano Simples e O Dom da Premonição antes de estourar com O Homem-Aranha. Tobey Maguire, que vive o papel, foi uma aposta ousada do diretor. Bom ator, mas sem o perfil de astro, Maguire pode ser visto nos cinemas como o jóquei de Seabiscuit, que ele ajudou a produzir - com os lucros de O Homem-Aranha.

Agencia Estado,

03 de dezembro de 2003 | 15h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.