O holandês que venceu o Oscar

Andrucha Waddington ainda nem conseguiu a indicação para concorrer ao Oscar, mas já existe gente chorando o leite derramado. Mesmo que venha a concorrer ao cobiçado prêmio, a candidatura do ótimo Eu Tu Eles leva jeito de atropelada pela do candidato chinês - tudo indica que será o ano de Tigre e Dragão, de Ang Lee. Tem sido sempre assim. Até quando o Oscar parecia certo, com Central do Brasil, surgiu A Vida É Bela. A Band lembra hoje uma das vezes em que o Brasil foi atropelado no Oscar. O Que É Isso Companheiro?, de Bruno Barreto, perdeu a estatueta para Caráter, de Mike Van Diem, da Holanda. É a atração das 23 horas, na Band. É uma adaptação do livro de Ferdinand Bordeewiijk, considerado o Dickens holandês. Trata da difícil relação entre pai e filho, sendo o pai um tipo autoritário e mesquinho. O diretor faz uma precisa descrição de uma cidade (e uma época), mas não ousa nada. Seu filme carrega numa narrativa clássica e pesada. Deu certo, pelo menos para o Oscar.

Agencia Estado,

15 de dezembro de 2000 | 12h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.