O encanto e o humor do pato Fu

O encanto e o humor do pato Fu

Grupo mineiro faz show potente com seus instrumentos de brinquedo

Lauro Lisboa Garcia, O Estado de S.Paulo

19 de outubro de 2010 | 00h00

Era um domingão, tinha muito sol. Com boa música, brincadeiras, infraestrutura e espaço pra se esparramar, pais e filhos (além de adultos avulsos) se reuniram em clima de piquenique no gramadão da Chácara do Jóquei, anteontem. Experiência bem-sucedida em anos anteriores, a sessão infantil do festival Natura Nós reuniu o elenco mais representativo da canção voltada para crianças atualmente: a turma da Palavra Cantada, o projeto Pequeno Cidadão (de Arnaldo Antunes, Edgar Scandurra e Taciana Barros), o alter-ego de Adriana Calcanhotto (a Partimpim) e a fofura do Pato Fu com sua Música de Brinquedo. Não é por nada, não, mas os shows foram melhores do que a maioria dos brasileiros na noite de sábado. Especialmente o da banda mineira, também apelidada de Patinho Fu, nesse caso.

Coloridos, bem-humorados e com um repertório de hits, eles conseguiram colocar potência nos instrumentos de brinquedo - e só eles, sem truques nem play-back, como fez questão de afirmar o guitarrista, compositor e cantor John. Era notável o esforço dos músicos tocando aquelas miniaturas. A ideia do CD é ótima, mas o desafio era tirar som bom daqueles brinquedos ao vivo. Ainda mais num lugar grande e aberto, com público estimado em 4.800 pessoas (havia 5 mil ingressos à venda). Foi um sucesso, principalmente entre os pais, que cantaram junto com a banda clássicos do pop, como Sonífera Ilha (Titãs), My Girl (Temptations), Frevo Mulher (Zé Ramalho), Pelo Interfone (Ritchie) e Ovelha Negra (Rita Lee). Além dessas canções do CD, eles fizeram uma própria, Eu.

Para as crianças, que permaneceram atentas o tempo todo, havia outros atrativos, além dos coloridos instrumentos: o divertido casal de monstros Ziglo e Groco, que fizeram vocais, coreografias e brincadeiras, além de um deles tocar zabumba. É um show adequado para teatros, mas funcionou bem ao ar livre.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.