O DUDAMEL EUROPEU seleção da semana*

A rivalidade entre maestros é tão antiga quanto a profissão - de forma que é provável que o russo Tugan Sokhiev não vá gostar muito da comparação. Mas não seria exagero chamá-lo de uma espécie de Dudamel europeu. Ambos estão na faixa dos 30 anos - e já há uma década ocupam postos importantes à frente de orquestras europeias. Verdade que o venezuelano tem por trás de sua trajetória o El Sistema, projeto de educação mundial que tomou de assalto o cenário da música clássica internacional. Mas, no final das contas, espera-se também de Sokhiev (e de outros colegas de regência e geração) a capacidade de devolver dinamismo e certa aura de novidade à atividade sinfônica.

O Estado de S.Paulo

13 de maio de 2012 | 03h08

Sokhiev é diretor musical da Orquestra Nacional do Capitólio de Toulouse, um dos mais tradicionais da França, reinventado pelo maestro Michel Plasson nos anos 70, desde 2008. E é com ela que desembarca na terça e quarta para concertos na Sala São Paulo, dentro da temporada da Cultura Artística. No segundo semestre, ele assume também a Orquestra Sinfônica Alemã de Berlim que, por coincidência, também está no Brasil - faz concertos hoje ar livre no Parque do Ibirapuera (a partir das 11 horas) e amanhã e terça no Teatro Municipal, sob regência de outro russo, naturalizado islandês: Vladimir Ashkenazy.

Nos concertos em São Paulo, Sokhiev - que foi aluno, entre outros, de Yuri Temirkanov - rege programas que misturam autores russos e franceses - com um húngaro de quebra. Na terça, toca Debussy (L'Après-midi d'un Faune), Ravel (Concerto para Piano em Sol, com solos de Bertrand Chamayou) e Berlioz (Sinfonia Fantástica); na quarta, Mussorgsky (Abertura da ópera Kovantchina e Quadros de uma Exposição), Liszt (Concerto para Piano n.º 1, novamente com solos de Chamayou, jovem pianista francês que no ano passado lançou elogiada versão dos Années de Pèlerinage do compositor). /JOÃO LUIZ SAMPAIO

ORCHESTRE DU CAPITOLE DE TOULOUSE

Quando: Terça e quarta, 21h. Onde: Sala

São Paulo. Pça. Júlio Prestes, 16,

tel. 3223-0327. Quanto: R$ 100/ R$ 300.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.