Luke Macgregor/Reuters
Luke Macgregor/Reuters

'O Discurso do Rei' é o grande vencedor do Bafta

Filme levou sete prêmios, incluindo o de melhor filme e ator, para Colin Firth.

BBC Brasil, BBC

13 de fevereiro de 2011 | 20h51

O filme O Discurso do Rei foi o grande vencedor na cerimônia do Bafta, o mais importante prêmio do cinema britânico, realizada neste domingo, 13, em Londres.

O longa, que mostra as dificuldades do rei George VI para vencer a gagueira, foi premiado em sete categorias, incluindo melhor filme, melhor filme britânico, melhor roteiro e melhor ator, para Colin Firth.

Helena Bonham Carter, que interpreta a rainha, e Geoffrey Rush, que faz o papel do professor pouco ortodoxo o rei, levaram troféus de melhor atores coadjuvantes.

Firth é o primeiro ator a ganhar o Bafta por dois anos consecutivos desde 1968. Em 2010, ele foi premiado por Direito de Amar. "Gosto de vir aqui", brincou o ator.

Facebook

A Rede Social, que traz a história do Facebook, levou o prêmio de melhor diretor para David Fincher. O filme também foi vencedor nas categorias melhor roteiro adaptado e melhor edição.

"Normalmente eu já estaria empolgado por vir aqui. Mas, vejam, um Beatle estava sentado na minha frente", disse o roteirista Assron Sorkin, em referência a Paul McCartney.

"É uma grande honra. Quando você é um roteirista americano, tudo o que você quer é ser um roteirista inglês. E isso é o mais perto que se pode chegar."

Natalie Portman foi premiada como melhor atriz por sua interpretação de uma bailarina em Cisne Negro, mas ela não compareceu à cerimônia por estar no final da gravidez.

Toy Story 3 ficou com o prêmio de melhor longa animado e Harry Potter foi homenageado com um prêmio especial por sua contribuição para o cinema britânico.

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
discurso do reibaftacolin firth

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.