Ilustração/NYT
Ilustração/NYT

O diário dos desconectados

Desafiamos três usuários a ficar cinco dias longe das redes sociais; será que eles conseguiram? Confira como foi a experiência

Danielle Nagase, O Estado de S.Paulo

18 de outubro de 2020 | 03h00

Embalados pelo documentário O Dilema das Redes, recém-lançado pela Netflix, convidamos três usuários a passar cinco dias - ou 120 horas - longe das redes sociais. A regra foi clara: Facebook, Twitter, Instagram, Whatsapp, TikTok, Youtube, Pinterest ou qualquer outra rede social seria permitida. A repórter do Estadão, Ana Lourenço, 24, o estudante João Pedro Freitas, 22, e a pedagoga Tathiane Cecília de Arruda, 46, toparam o desafio. Será que eles conseguiram? Confira os vídeos com os relatos diários dos três participantes. 

Dia 1

Enquanto para João Pedro Freitas, 22, o primeiro dia longe das redes sociais transcorreu tranquilamente, para Ana Lourenço, 24, e Tathiane Cecília de Arruda, 46, sofreram um pouquinho com a ansiedade de não saber o que está acontecendo no mundo virtual. Confira o vídeo com os depoimentos.


Dia 2

Se por um lado Ana, João e Tathiane sentiram a ansiedade aumentar por estarem longe das redes, por outro, a produtividade dos mesmos foi significantemente maior.


Dia 3

Quarta-feira, Ana, João e Tathiane conseguiram chegar à metado do desafio. Longe das redes sociais, Ana redescobriu a função "ligar" de seu smartphone. João se considera "conformado" com sua nova condição. Já Tathiane, pela primeira vez, parou para pensar o tanto de tempo que ela dedicava do seu dia para responder pessoas no Whatsaap. 


Dia 4

Quinta-feira, 15 de outubro, Dia do Professor. O celular de Tathiane, que é professora, apitou o dia todo com notificações de mensagens e fotos postadas por seus alunos. Sem poder abrir as redes sociais para ver as homenagens, ela passou um dos piores dias da sua experiência. "Tenho medo que achem que não estou dando bola", afirma. João também não passou um dia tranquilo. "Hoje foi o primeiro dia que eu realmente senti falta", declara. Já Ana inverteu o jogo e parece estar se acostumando com rotina longe das redes. Confira os relatos.


Dia 5

Última dia do desafio. "Finalmente!", disseram em coro. Ao que parece, todos, Ana, João e Tathiane, chegaram à conclusão de que é preciso (e possível) usar as redes sociais com mais parcimônia, mas que, hoje em dia, é quase impossível viver sem elas.

Tudo o que sabemos sobre:
rede socialtelefone celularsmartphone

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.