O coronel de García Márquez

E se Fosse Verdade

LUIZ CARLOS MERTEN , O Estado de S.Paulo

18 de março de 2012 | 03h10

13H50 NA GLOBO

(Just Like Heaven). EUA, 2005. Direção de Mark Waters, com Reese Witherspoon, Mark Ruffalo.

Mark Ruffalo faz paisagista que se apaixona pelo espírito de mulher que o precedeu no apartamento que alugou. Mas ela não está morta. Reese Whiterspoon está em coma e o herói fará de tudo para resgatá-la. A história não faz muito sentido. O que ajuda é a empatia entre Ruffalo e Reese. Eles tornam o filme perfeitamente assistível. Reprise, colorido, 95 min.

Coronel no Tiene Quien le

Escriba

23 H NA TV BRASIL

(El Coronel no Tiene Quien le Escriba). México, Espanha, França. 1999. Direção de Arturo Ripstein, com Fernando Luján, Marisa Paredes, Salma Haye.

Ninguém Escreve ao Coronel foi escrito antes de Cem Anos de Solidão e é outro grande livro de Gabriel García Márquez. Menos 'fantástico', centra-se na solidão desse velho que aguarda carta do governo, dando conta de seu pedido de aposentadoria. A cidade parece parada no tempo, o filho do velho morreu - e lhe deixou seu galo de briga -, a mulher sofre de uma doença grave. Um belo filme do mexicano Ripstein, e com duas grandes estrelas de língua espanhola - a almodovariana Marisa Paredes e Salma Hayek. Inédito, colorido, 118 min.

Por Um Fio

23H55 NA GLOBO

(Phone Booth). EUA, 2002. Direção de Joel Schumacher, com Colin Farrell, Kiefer Sutherland, Forest Whitaker.

Farrell atende a um chamado telefônico numa cabine de rua e descobre que sua vida, como diz o título, está por um fio. Alguém acionou um dispositivo que explodirá o telefone, caso ele desligue. Quem e por quê? Farrell viaja na ansiedade e nas lembranças. É um canalha que se apercebe do mal que vem causando. Sempre atraído pelo tema da morte, Schumacher sabe que não tem material para um filme longo. O valor do filme está na atuação de Farrell, numa fase em que ainda prometia mais do que cumpriu, depois. Reprise, colorido, 81 min.

Terapia do Amor

1H30 NA GLOBO

(Prime). EUA, 2005. Direção Ben Younger, com Meryl Streep, Uma Thurman, Bryan Greenberg, Jon Abrahams.

Uma Thurman faz o paciente de Meryl Streep que se envolve com o filhinho de mamãe. A ideia do diretor Younger, já que trata de psicanálise, é fazer humor em torno do conceito do complexo de Édipo (e Meryl é uma divertida Jocasta, como você pode imaginar). Reprise, colorido, 105 min.

Priscilla - A Rainha do Deserto

1h45 NA BANDEIRANTES

(Adventures of Priscilla, The Queen of the Desert). Austrália, 1994. Direção de Stephan Elliot, com Terence Stamp, Hugo Weaving, Guy Pearce.

Trio de transformistas - duas travestis e uma drag queen - alugam ônibus e atravessam o deserto australiano rumo a um teatro, para uma apresentação. O passado 'hetero' de um deles termina por aflorar no filme que desfralda a bandeira do movimento gay e, por isso mesmo, fez grande sucesso em Cannes (e nos cinemas de todo o mundo) há quase 20 anos. Embalado em canções do ABBA, não admira que tenha virado musical, em cartaz nos teatros da cidade. Reprise, colorido, 103 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.