O chinês Gao Xingjian ganha o Nobel de Literatura

O escritor de língua chinesa Gao Xingjian, nacionalizado francês, declarou-se surpreso com a sua premiação ao Nobel de Literatura de 2000."Estou surpreendido", declarou aos jornalistas franceses, "pois que eu não figurava entre os favoritos, mas é melhor que seja assim", concluiu Gao Xingjian. "É uma grande honra, mas eu ainda não tive tempo de me dar conta do prêmio que ganhei", disse.O dramaturgo e romancista chinês sobreviveu à censura e à perseguição do Partido Comunista para, no exílio, virar um dos escritores mais conhecidos do seu país.Nascido em 1940 em Guanzhu província de Jiangxi, na parte oriental da China, em uma família de classe média alta, de pai banqueiro e mãe atriz. Estudou francês no Instituto de Línguas Estrangeiras de Pequin e trabalhou como tradutor para o governo chinês.Durante a Revolução Cultural (1966-1976), Gao deu aulas em uma escola de pintura durante cinco anos, mas no auge dos "dez anos perdidos" foi mandado a um "campo de reeducação" e teve que destruir suas obras.Sua primeira novela foi publicada em 1978, quando trabalhava como tradutor para a Associação de Escritores Chineses. A censura começou logo após a publicação de Uma exploração preliminar das técnicas da ficção moderna, que mudava o realismo social dominante na literatura e apoiado pelo Partido Comunista.Em 1981 escreveu para a Companhia de Teatro do Povo e foi o dramaturgo que introduziu a China nas obras da vanguarda européias e o teatro do absurdo. Sua primeira obra de teatro, Juedui Xinhao (Sinal Absoluto), foi um grande sucesso em 1982 e proibida um ano depois. Em 1983 médicos diagnosticaram, erroneamente, um câncer de pulmão e descobriu-se que as autoridades planejavam mandá-lo a um "campo de reeducação".No começo deste ano foi lançado em inglês seu livro SoulMountain (A montanha da alma), que descreve os sucessos de 1983. É a história da "busca de um homem pela paz interior e liberdade", assinalou sua tradutora, Mabel Lee. Gao sempre menciona como suas principais influências o dramaturgo alemão Bertolt Brecht e o irlandês Samuell Beckett.Gao é também artista plástico e já teve suas obras expostas em galerias e museus americanos e europeus. Suas pinturas podem ser vistas na galeria virtual Schimmel no endereço www.pace.edu/schimmel/vg/gallery11/vgfront.html

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.