O caso do filme perdido

Sumiço no Jeu de Paume

, O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2010 | 00h00

Na programação, consta a exibição do material bruto de Carnaval na Lama, o filme desaparecido de Sganzerla. O negativo encontra-se na Cinemateca Brasileira, em estado de alto grau de deterioração. A única cópia ? chamada de "cópia de preservação" ? estava depositada na Cinemateca do MAM, no Rio, até ser emprestada em 1992 para uma mostra de cinema brasileiro no museu Jeu de Paume, em Paris. Nunca voltou. Questionada, a curadora da mostra, Catherine David, disse que havia expedido o filme de volta ao Brasil. Especulou-se que a cópia pode ter ido parar na Cinemathèque Française, mas a instituição nega que a tenha em seu acervo. A obra foi filmada em vários suportes ? super-8, 16 mm e 35 mm ? em São Paulo e no Rio. As filmagens prosseguiram em Nova York e incluem Jorge Mautner e Hélio Oiticica no elenco. Carnaval na Lama, ou Betty Bomba, como também é conhecido, ficou pronto em 1970, e em 1972 Rogério remontou o material. A família tenta agora uma iniciativa conjunta com o Ministério da Cultura para que a cópia seja procurada na França. / L.Z.O.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.