O casamento, segundo Bergman

Pequenos Guerreiros

LUIZ CARLOS MERTEN , O Estado de S.Paulo

14 de janeiro de 2012 | 03h12

15H30 NA RECORD

(Small Warriors). EUA, 1998. Direção de Joe Dante, com Gregory Smith, Kirsten Dunst, Jay Mohr, Denis

Leary, Tommy Lee Jones, Frank

Langella, Ernest Borgnine.

O talentoso Joe Dante investe contra o mundo das grandes corporações. Empresa que investe no militarismo cria brinquedos para dominar o mundo. A salvação da Terra depende de alguns garotos e de bonecos que representam alienígenas do bem. De alguma forma, Dante antecipou Toy Story. Mesmo não sendo tão bom quanto Gremlins 1 e 2, Pequenos Guerreiros tem lá seu charme. Reprise, colorido, 110 min

Histórias do Brasil

19 H NA CULTURA

Brasil, 1999. Direção de Ricardo

Miranda.

Um olhar sobre o projeto Alfabetização Solidária, que percorre o País com um programa de combate ao analfabetismo. Reprise, colorido, 55 min.

Aeon Flux

21H15 NO SBT

(Aeon Flux). EUA, 2005. Direção

de Karyn Kusama, com Charlize

Theron, Marton Csokas, Jonny

Lee Miller, Sophie Okonedo.

Na Terra do futuro, Charlize Theron faz agente enviada por movimento rebelde para com-bater poderosos que vivem numa cidade entre muros. Mas ela descobre coisas que a fazem contestar de que lado está. A bela Charlize e a maldição do Oscar. Depois de ganhar o prêmio de melhor atriz, ela nada mais fez de interessante. Aliás, nem seu prêmio foi merecido, mas esta é outra história. Reprise, colorido, 93 min.

O Risco: Lúcio Costa e a Utopia Moderna

22H15 NA CULTURA

Brasil, 2002. Direção de Geraldo

Motta Filho.

Lúcio Costa foi fundamental

no processo de repensar a cidade moderna, que levou à construção de Brasília. Este documentário tenta dar conta de sua importância e da interação com arquitetos como Oscar Niemeyer e o próprio Le Corbusier. Reprise, colorido, 76 min.

A Ostra e o Vento

22H30 NA TV BRASIL

Brasil, 1997. Direção de Walter Lima Jr., com Lima Duarte, Leandra Leal, Fernando Torres e Débora Bloch.

Num farol do fim do mundo, garota que vive com o pai isola-se (como ostra) num universo imaginário, no qual seu amante é o vento. O panteísmo lírico do diretor Lima Jr., a revelação de Leandra Leal. Reprise, colorido, 118 min.

A Batalha de Riddick

22H45 NA RECORD

(The Chronicles of Riddick). EUA, 2004. Direção de David Twohy, com Vin Diesel, Colm Feore, Thandie Newton, Judi Dench, Alexa Devalos.

Outra versão apocalíptica da Terra do futuro. Vin Diesel tenta impedir a destruição do planeta pelos Necromongers, cavaleiros que servem ao cruel Lorde Marshall. O visual impressiona, e só. Reprise, colorido, 119 min.

Cidade dos Anjos

23 H NO SBT

(City of Angels). EUA, 1998. Direção

de Brad Silberling, com Meg Ryan, Nicolas Cage, Dennis Franz, Andre Braugher.

Sempre atraído pelo tema da morte, o diretor Silberling - Gasparzinho, o Fantasminha Camarada - dilui o cult Asas do Desejo, de Wim Wenders, que vira uma comédia romântica sem graça, até porque não há química entre Nicolas Cage e Meg Ryan. Ele faz anjo que se aproxima dela, uma cirurgiã abalada pela morte de um paciente. Reprise, colorido, 114 min.

A Grande Virada

1 H NA BANDEIRANTES

(Scandal - The Big Turn On). EUA, 1999. Direção de Howei Hoax, com Daniel Anderson, Jesse Coleman,

Kim Dawson, Robert Donavan,

Michelle Hall, Alexandra Harlan,

Tamara Landry, Michelle McKinley.

Detetive particular é contratado para investigar o que pare-ce um caso de adultério e termina envolvido em chantagem contra político. Apesar do títu-lo brasileiro, o filme não tem nada a ver com Jerry Maguire - A Grande Virada, de Cameron Crowe, com Tom Cruise. Reprise, colorido, 76 min.

TV Paga

Corra, Lola, Corra

16H50 NO CINEMAX

(Lola Rennt/Run, Lola, Run).

Alemanha, 1998. Direção de Tom

Tykwer, com Famka Potente,

Moritz Bleibtraub.

Garota tem apenas 20 minutos para descolar dinheiro e impedir que traficantes executem seu amante. O diretor propõe diferentes versões para o que pode ocorrer. Um filme criativo, que estabeleceu a reputação do diretor Tykwer. Ele assina Triângulo Amoroso, em cartaz nos cinemas (que é bom). Reprise, colorido, 81 min.

Cenas de Um Casamento

22 H NO TELECINE CULT

(Scener ur ett Aktenskap).

Suécia, 1973. Direção de Ingmar

Bergman, com Liv Ullman, Erland

Josephson.

Feito para a televisão, o filme de Ingmar Bergman virou a produção de maior audiência da história da Suécia e obteve reconhecimento internacional

como obra cinematográfica, com um monte de prêmios. Trata da crise de um casamento. Um belo programa da retrospectiva que o canal dedica ao grande autor. Em 2003, ele voltou aos personagens num fil-me melhor ainda, se é que se pode dizer isso - Sarabanda. Reprise, colorido, 167 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.