O "boa vida" de Alexandre Borges

Para ele, a vida deve ser brindada com o mais fino champanhe, e de preferência à beira da piscina, acompanhado por bons amigos e... um belo par de pernas. O bon vivant Danilo, de Laços de Família, é assim: sem precisar suar a camisa para ver a cor do dinheiro no final do mês, ele vive às custas da mulher Alma (Marieta Severo), mas sempre de olho na empregada Rita (Juliana Paes). "O Danilo é um cara bem legal, que teve uma infância pobre e agora é dono de uma ambição saudável. Ele é um pouco o retrato do nosso País, daquelas pessoas que querem melhorar e vão à luta", define seu intérprete Alexandre Borges.Usando o humor e acrescentando um lado romântico, ele acredita que o personagem vai se aprimorando no decorrer na novela. "No início, apenas sabia que ele era um cara que tinha uma relação aberta no casamento e que aproveitava a vida. Ao poucos, fui trabalhando com essas informações e percebendo o que o Manoel Carlos (autor) queria do personagem", explica.Querendo sempre do bom e do melhor, os olhos de Danilo se arregalam e brilham sempre que a esposa sugere uma viagem, uma festa ou qualquer outra coisa que signifique badalação, gente bonita e muito champanhe. "Ainda não fui convidado para fazer um comercial da bebida, mas se isso acontecer não aceitarei. Para mim, personagem é sagrado!", avisa. Para ele, nem sempre o que está escrito no texto é capaz de explicar exatamente aquele sentimento que o personagem deseja passar. "O que me estimula é ler uma frase e partir do que tenho na minha cabeça para propor a ação", revela. Além de curtir a boa vida do personagem em Laços de Família, Alexandre também apresenta o programa Cinemateca BR, no Canal Brasil (Net/Sky), uma sessão mensal de filmes com grandes clássicos brasileiros que tiveram seus negativos recuperados graças ao Projeto de Resgate da Cultura, da Petrobrás. "Dou valor a tudo que se faz de incentivo e apoio ao cinema. Como ator, foi muito bacana ter sido convidado para esse trabalho. Ainda tenho seis programas para gravar", avisa.Futuro - Assim que terminarem as gravações da novela, Alexandre promete pensar na possibilidade de subir aos palcos. "Tenho muita vontade de fazer um texto de Shakespeare. Ele foi um autor que escreveu para todas as faces de um ator", revela. "Mas vou pensar nisso só depois da novela. O tempo que me sobra quero curtir minha família", diz ele, casado com a atriz Júlia Lemmertz e pai de Miguel.Sobre o futuro do "boa vida" com a empregada Rita - já se comentou que Danilo engravidaria a moça e Alma perdoaria a traição do marido, assumindo os bebês gêmeos - como seus verdadeiros filhos. Essa seria uma saída encontrada pelo autor para satisfazer o desejo maternal de Alma. "Não sei nada sobre isso. Só posso dizer que o Danilo não vai desistir da Rita. Chegará uma hora em que ele conseguirá o que tanto quer", conta o ator. Mas Borges não descarta uma virada na vida de Danilo. "Não sei sobre o futuro do meu personagem. Aos poucos vou descobrindo o que Manoel Carlos está criando para ele. Não tenho pressa. O bacana é essa descoberta", garante ele. Sem esconder a satisfação sobre seu personagem, ele já torce por um destino bastante feliz. "Imagino o Danilo e a Alma partindo num cruzeiro em um grande transatlântico... mas a Rita também poderia ir junto, clandestinamente", sugere.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.