O Black Bloc do STF

Internação compulsória

TUTTY , HUMOR, O Estado de S.Paulo

17 de agosto de 2013 | 02h19

Ou o técnico Dunga, do

Internacional, se controla à beira

do gramado ou vai acabar sendo

retirado de campo em camisa de

força. Ontem à noite, ele deu vários chiliques no Maracanã!

Foi pouco

Quem jogou ovo ontem no

relator da CPI dos Ônibus no Rio

não sabia, decerto, que o vereador 'Professor Uóston' chama-se n

verdade Washington, mas, como

professor do ensino médio, deve

ter achado por bem adotar o

pseudônimo para não confundir o eleitor na hora do voto.

Merecia, cá pra nós, pelo

menos meia dúzia de ovos!

Ô, raça!

Deborah Bloch é a mulher

que todo lobisomem gostaria

de ter! Não à toa, muito antes

de ganhar o papel de Dona

Risoleta em Saramandaia,

ela namorou vários.

Essa não!

A tese de que o soldado

americano Bradley Manning

vazou documentos secretos

dos EUA no WikiLeaks

porque tem conflitos de

sexualidade, francamente,

se todo cara que de vez

em quando se veste de

mulher fosse ameaça à segurança nacional, o Brasil estava perdido.

Nem sinal

Se até o ex-presidente da

CBF, Ricardo Teixeira,

voltou sem problemas ao

Brasil, por que diabos o escritor Paulo Coelho não tenta?

Parece que gosta de alimentar a lenda urbana de que está fugindo de alguma coisa, né não?

Logo na primeira pedrada que acertou no telhado de vidro de Ricardo Lewandowski no julgamento dos recursos do mensalão, Joaquim Barbosa fez jus a seu novo apelido na intimidade da Corte: 'Black Bloc do STF'.

Para quem a tudo assistia pela TV, o momento era aguardado como um gol. A favor ou contra, não importa o que pensa o telespectador, a ação direta do presidente do STF sempre salva a transmissão das sessões do tribunal do mais enfadonho zero a zero.

Mal comparando com a cobertura da Mídia Ninja em protestos de rua, se não rola um quebra-pau, ninguém aguenta quatro, cinco horas do blablablá de sempre. Teve gente - decerto ligada na Globonews, a Mídia Ninja do julgamento do mensalão - que abriu a janela para gritar "chupa Lewandowski" quando Joaquim Barbosa acusou o ministro de "fazer chicana" no tribunal. Sua excelência só precisa, data venia, tomar cuidado para não cair na tentação dos Black Blocs de rua: ninguém aguenta vidraça quebrada todo dia na TV!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.