Reprodução
Reprodução

O Aston Martin de James Bond é exibido em mostra em Paris

O carro foi conduzido por Sean Connery nos clássicos Goldfinger, de 1964, e Contra a Chantagem Atômica, em 1967

Com agências, O Estado de S.Paulo

10 de fevereiro de 2017 | 10h50

Na exposição de automóveis Rétromobile 2017 deste ano em Paris, haverá 550 expositores presentes, 500 carros em exposição e vendas de automóveis ao vivo da Artcurial.

Mas o evento principal terá apenas um carro: o Aston Martin DB5 de 1964 que o ator Sean Connery pilotou como James Bond no filme de grande sucesso Goldfinger.

O DB5 é um dos carros mais importante na história cinematográfica, e esta cópia (apenas uma das duas existentes) mantém todos os  aparatos originais que foi armado até os dentes com a partir do filme original.

Estes incluem as suas metralhadoras Browning de 30 calibres, escondidas sob os faróis dianteiros, vidro à prova de balas, um escudo metálico blindado para afastar qualquer tiroteio por trás, projéteis nas rodas para esvaziar os pneus dos automóveis inimigos e geradores de fumaça para desativar (ou travar) todos os carros em perseguição.

O carro do filme também era capaz de soltar parafusos no chão parar atrapalhar os veículos inimigos, e até mesmo manchas de óleos para despistá-los. Também há três placas que poderiam ser giradas para enviar inimigos para uma trilha fria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.