O amor em 4 mil tweets

Encenada em tempo real, Romeu e Julieta ganha versão interativa em Londres

Maev Kennedy, GUARDIAN, O Estado de S.Paulo

25 de abril de 2010 | 00h00

Em versão interativa, o grupo teatral do Reino Unido Royal Shakespeare Company (RSC) monta, em Londres, uma história levemente baseada em Romeu e Julieta, com um elenco de seis atores, durante cinco semanas e 4 mil tweets.

Desde o dia 12, quando Such Tweet Sorrow (trocadilho com Such Sweet Sorrow, Tão Doce Sofrer), criada pelo escritores Bethan Marlow e Tim Wright, estreou, as falas clássicas da obra-prima do poeta e dramaturgo inglês foram substituídas por mensagens no Twitter, que são trocadas entre os atores e transmitidas ao público por celulares e computadores. É um teste para uma nova forma de atuação.

"Mas, calado! Que tweet é esse agora no iPhone? Aquele é o Oriente e @julietcap16 é o sol."

Julieta Capuleto provavelmente não está conectada no momento, porque tem apenas 16 anos, e, mesmo no dia do seu aniversário, precisa ir para a escola, onde, para a sua imensa revolta, o Twitter é proibido. Mas voltará para casa, e à noite haverá uma grande festa que poderá mudar a sua vida e a de todos.

Essa trama parece familiar?

A Royal Shakespeare Company, associada à empresa de entretenimento e produção de multiplataformas, Mudlark, e ao fundo de investimentos digitais do Channel 4, 4iP, é responsável pela peça encenada em tempo real.

A tragédia, que o bardo de Avon escreveu em 1597, sobre adolescentes apaixonados que não desprezam uma briga de rua, apanhados desgraçadamente no duplo trauma de um amor real e das rivalidades assassinas dos respectivos pais, numa pequena cidade, é uma das suas obras que mais adaptações tiveram. Foi continuamente reinventada como ópera, balé, musical, história de amor entre lésbicas, pessoas idosas e até mesmo um espetáculo sobre o gelo.

Desta vez, Julieta é a filha do bem-sucedido proprietário de uma construtora. Sua mãe, Susan, morreu em um acidente, num carro dirigido pelo artista Montéquio; seu pai não tolera nenhuma de suas obras em casa, e muito menos seu filho.

O irmão de Julieta, Teobaldo, está prestes a ser expulso da escola por causa do seu mau comportamento, e sua irmã mais velha, Jess, apelidada Governanta, procura não cruzar o caminho da nova madrasta.

Julieta: "Ainda não me apresentei direito! Meu nome é Julieta, tenho 15 anos e sou extremamente orgulhosa de ser uma Capuleto!"

Foi assim que a atriz Charlotte Wakefield, de 19 anos, se apresentou no dia da estreia. A personagem, que nunca namorou, passa boa parte do tempo em seu quarto, e postou um vídeo para mostrar o ambiente no YouTube, com uma foto da mãe que morreu. Para amenizar a solidão, ela se dedica aos chats da internet.

Verona. Em Such Tweet Sorrow, os atores, auxiliados por um diário elaborado pela direção, escrevem tweets inspirados na história de seus personagens e precisam preparar seus textos tendo em vista a Grã-Bretanha da atualidade e não a Verona do século 16, que foi o cenário para a tragédia de Romeu e Julieta escrita pelo bardo. Nesse processo, Shakespeare ganha a ajuda do autor Tim Wright que, na estreia, contou que pretende encontrar uma maneira de introduzir na narrativa as eleições parlamentares na Grã-Bretanha, marcadas pelo primeiro-ministro Gordon Brown para o dia 6 de maio.

A diretora do espetáculo, Roxana Silbert, descreveu a produção como "um pouco irreverente". O comentário de Teobaldo: "Não estou nem aí!" / TRADUÇÃO ANNA CAPOVILLA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.