Novas salas esquentam a temporada teatral em SP

Até o final do ano, a cidade vai ganhar quatro salas de teatro - duas delas reinauguradas. A primeira foi inaugurada ontem para convidados. Trata-se do teatro do Colégio Santa Cruz - projeto criado por J.C. Serroni, Edson Elito (que fez o Teatro Oficina) e Gustavo Lanfranchi que foi premiado com a Medalha de Ouro na Quadrienal de Praga/99.O cenógrafo e arquiteto J.C. Serroni explica que o lugar pode receber até 500 pessoas, mas tem capacidade movel. "Mais da metade do espaço pode virar palco se tirarmos algumas cadeiras da platéia." O teatro também pode ser transformado em arena, com um palco central. "E ainda podemos fazer uma plataforma para a realização de shows, desfiles e até missas."Orçadas em US$ 1,5 milhão, as obras do Teatro Santa Cruz foram programadas para terminar neste mês, coincidindo com o aniversário de 50 anos do colégio. Para o público, o teatro será aberto dia 13, com show do cantor João Bosco. Com a peça Bibi Vive Amália (em que Bibi Ferreira interpreta a cantora portuguesa Amália Rodrigues) marcada para estrear no dia 7 de novembro, as obras do Teatro Frei Caneca estão sendo finalizadas. O Frei Caneca será um dos mais modernos do País: 3,5 mil metros quadrados que ocupam os 6.º e o 7.º andares do Shopping Frei Caneca.Terá 650 lugares, palco com boca de cena de 15 metros e pé direito de 21 metros, fosso para orquestra de 30 músicos, 20 camarins, café, bar, sala de ensaio para peças de teatro e balé e até heliponto. O coordenador-geral do projeto é o advogado Sergio D´Antino, que arrendou o espaço por 20 anos. D´Antino fez uma parceria com a construtora Zeenni, Reis e Barros, que junto com ele já desembolsou R$ 1,5 milhão até agora.D´Antino diz que ainda vai investir outros R$ 3,5 milhões nos próximos dois meses para terminar as obras. "Nenhum teatro em São Paulo e no Brasil terá tanta infra-estrutura quanto este."Na contramão dos grandes investimentos, a antiga Sala São Luiz, na Avenida Juscelino Kubitschek, reiniciou suas atividades há um mês rebatizada como Sala Promon - nome da empresa de engenharia de tecnologia que financia o teatro.Com capacidade para 350 pessoas, a sala ficou fechada por três anos e foi reaberta, sem reforma, com a peça ´Almoço na Casa do Sr. Ludwig´, dirigido pelo gaúcho Luciano Alabarse. O diretor da Promon, Paulo Fragelli, conta que espetáculos como Almoço na Casa do Sr. Ludwig refletem o novo conceito do espaço."Queremos trazer peças pequenas que se encaixem na categoria teatro de atores, e não produções gigantescas e milionárias." O diretor do Grupo Tapa, Eduardo Tolentino, foi o responsável pela escolha da peça de Alabarse para reabrir a sala.Tolentino atuará como uma espécie de curador da Sala Promon, e seu grupo teatral terá prioridade para apresentar ali seus espetáculos. No mês que vem, o Tapa estréia Executivos, texto do francês Daniel Besse.Veja a peça e caia na pista Seguindo a linha de poucos gastos, o Gallery 21, boate nos Jardins que viveu seu auge nos anos 80, montou um teatro e vai passar a apresentar peças às quintas, sextas e sábados. O Teatro do Gallery foi montado em cima de um palco que era utilizado para pequenos shows musicais feitos na casa.Um dos donos do Galley, Arthur Briquet, diz que pretende aumentar a boca de cena do palco, caso a idéia seja bem aceita pela clientela que freqüenta o lugar - segundo ele, 10 mil pessoas por mês. "Estamos apostando no programa completo em uma única casa. O teatro começa às 21h, depois as pessoas jantam e dançam na pista", diz Briquet. "O ingresso para a peça, que vai custar R$ 40, dará direito a permanecer na boate, mas o que for consumido, obviamente, será cobrado à parte."O Teatro do Gallery, que tem capacidade para 300 pessoas, estreou no fim de semana com a peça O Golpe Certo, que traz no elenco os atores Raymundo de Souza e Anna Cláudia Vidal.Espaço Promon - Av. Juscelino Kubitschek, 1.830, tel.: 3847-4111.Teatro do Colégio Santa Cruz - Rua Orobó, 277, tel.: 3024-5199.Teatro Centro da Terra - Rua Picurama, 19, tel.: 3675-1595.Teatro Frei Caneca - Shopping Frei Caneca, 569, tel.: 3472-2021.Teatro do Gallery - Rua Haddock Lobo, 1.626, tel.: 3068-8975.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.