Nova produção do GNT fala de dinheiro de um jeito divertido

Dinheiro traz felicidade? A velha discussão ganha nova abordagem em Me Poupe, programa do GNT, que estréia hoje, às 22 horas. "Mais que de serviços, Me Poupe pretende ser um programa de economia com um pé no comportamento e outro no entretenimento. Além de dicas, o programa conta com um personal trainer, o economista Daniel Balaban, que vai detectar onde está o problema da vida financeira de personagens convidados e fazer uma ´tomografia´ da saúde financeira dessa pessoa", conta Pedro Lima, diretor e um dos idealizadores de Me Poupe.O programa não pretende ensinar o telespectador a ganhar mais dinheiro, mas a se relacionar melhor com o dinheiro que tem. É aí que entra em cena a jornalista do Estado Sonia Racy, consultora e apresentadora do programa. "Sonia é fundamental. Ela propõe os temas de cada episódio e amarra todos os assuntos com sua crônica que permeia cada um dos episódios", continua Lima, que teve a idéia de Me Poupe quando Balaban propôs a ele um programa de economia. "O Balaban é meu amigo e da Marina Lobo, roteirista de Me Poupe. Ele sempre ouve perguntas de amigos sobre a vida financeira deles. Mas já há muitos programas de macroeconomia. Então, pensamos em um que fale com todo tipo de telespectador. E o tema que une cada um deles, seja ele rico ou pobre, entenda ou não economês, é a relação de cada um com seu próprio dinheiro", explica Lima.Sonia concorda. "Não vamos dizer: economize, consuma isso ou não. Não podamos os prazeres. O grande prazer que as pessoas têm hoje passa pelo consumo e queremos ajudar a viabilizar esse desejo", explica a jornalista, que brinca que a GNT, que a convidou a participar do programa, ´encontrou uma mãe" para a jovem equipe de Me Poupe. "Não fui eu quem descobriu o programa, mas me apaixonei por ele. A possibilidade de aplicar meu conhecimento em macroeconomia à vida cotidiana, falar não só de índices, mas da relação que se tem com o dinheiro é muito enriquecedora", conta Sonia. "Mais que dar dicas, pretendemos discutir, de forma bem-humorada, temas como a forma de o brasileiro lidar com o dinheiro. No Brasil, se você tem dinheiro, é porque fez algo errado. Se não tem, é vergonhoso também. Países católicos lidam mal com o tema, muito diferentemente dos protestantes. O economista e pesquisador Eduardo Giannetti, do IBMEC-SP, que participa do primeiro programa, diz coisas ótimas a esse respeito", comenta a jornalista.Pensando nessa linha, Me Poupe ouvirá personalidades sobre temas que mudam a cada edição. O desta primeira é Dinheiro e Felicidade. O próximo será Dinheiro e Amor. Em seguida, serão Dinheiro e Dívidas e Dinheiro e Sonho. Me Poupe. GNT/ Canal 41da Net e Sky. Segunda-feira,às 22 horas. Estréia hoje

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.