Quibi photo by Janis Pipars
Quibi photo by Janis Pipars

Nos EUA, plataforma traz filmes curtos com Sophie Turner e Liam Hemsworth

Quibi lança serviço de streaming com vídeos feitos por personalidades da TV e do cinema, de até dez minutos e para celulares

Redação, Reuters e NYT

06 de abril de 2020 | 19h37

A nova plataforma de streaming Quibi quer revolucionar a indústria do entretenimento, ao lançar nesta segunda, 6, nos Estados Unidos, seu serviço “nômade” de vídeos curtos para telefones celulares, porém “com a qualidade de Hollywood”.

Atraídas pelo projeto e pelos milhões de dólares prometidos pelo Quibi, estrelas do cinema e da televisão se esforçaram para produzir filmes e séries. Steven Spielberg, Guillermo del Toro, Jennifer López e Reese Witherspoon são alguns dos nomes que embarcaram na iniciativa.

Todo o conteúdo do Quibi será transmitido em fragmentos de dez minutos, no máximo. Os conteúdos são produzidos em formato vertical e horizontal, mudando automaticamente de um para o outro, conforme a preferência do espectador.

A tecnologia e o conceito foram calibrados para um uso “nômade” em dispositivos móveis, que podem não ser o formato ideal para o confinamento em curso decorrente da covid-19.

De acordo com a empresa, a ideia é atrair as pessoas jovens ativas que, provavelmente, consomem um vídeo de dois a dez minutos em um transporte público, ou durante sua pausa para tomar um café.

Mesmo com a mudança das condições inicialmente pensadas para alavancar este serviço, a empresa decidiu manter seu lançamento para a mesma data.

“As pessoas ainda têm momentos de transição, que são apenas diferentes”, alega a diretora executiva do Quibi, Meg Whitman. “Passo a vida no Zoom (plataforma de videoconferência), mas, se tiver dez ou 15 minutos entre duas chamadas aqui e ali, vou ver o Quibi.” A assinatura nos EUA custará US$ 5 por mês com anúncios, e US$ 8, sem.

A nova plataforma foi lançada com 175 novos programas originais – desde séries, diversões cômicas, dramas profundos e fofocas de celebridades. Veja aqui alguns destaques:

  • Most Dangerous Game

Liam Hemsworth é um futuro pai com muitas contas e uma doença terminal nesta série emocionante e sofisticada que mais se parece com um filme de grande orçamento. A versão Quibi é uma masterclass de como se podem criar capítulos emocionantes e minúsculos. 

  • Survive

Cada episódio deste conto adulto e angustiante é cativante. Sophie Turner vive uma jovem mulher com tendências suicidas que sobrevive a um acidente de avião. Ela está fantástica como a mulher assombrada com a própria doença.

  • #Freerayshawn

Envolvente drama policial sobre homem (Stephan James) que se refugia em um apartamento. É como fritas: impossível ver um só episódio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.