EDUARDO ENOMOTO/NEWS FREE
EDUARDO ENOMOTO/NEWS FREE

Nome de Chico César é ventilado para o Ministério da Cultura

"Não quero falar desse assunto", diz cantor e compositor sobre ter recebido convite para assumir a pasta

Jotabê Medeiros, O Estado de S. Paulo

10 de novembro de 2014 | 19h38

O nome do cantor e compositor paraibano Chico César, 50 anos, secretário de Cultura da Paraíba, foi insistentemente ventilado nas redes sociais nos últimos dias como tendo sido convidado pela presidente Dilma Rousseff para assumir o Ministério da Cultura.

“Não quero falar sobre esse assunto”, foi o que mandou dizer César, por intermédio de sua assessoria. A possível “indicação” de Chico César teria sido urdida pela setorial do PT, parte dela composta pelo mesmo grupo que emplacou o nome de Ana de Hollanda há quatro anos. O músico foi um dos destaques no evento de apoio a Dilma, no Rio de Janeiro, em setembro, no Teatro Casa Grande. Sua fala foi elogiada – ele defendeu uma maior distribuição de recursos fora de Rio e São Paulo.

Artista popular identificado com os movimentos sociais, Chico defendeu publicamente o retorno de Juca Ferreira (o mais cotado até agora) ao ministério. Alguns artistas de militância na área consideram que seu nome pode estar sendo usado para desgastá-lo, enquanto se trabalha outro privadamente. O músico foi presidente da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) em 2009 e assumiu a secretaria de Estado da Cultura em 2011, a convite do atual governador (reeleito), Ricardo Coutinho.

Tudo o que sabemos sobre:
Chico CésarMinistério da Cultura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.