Nokia amplia atuação em marketing cultural

Há oito anos a série Antares Dança traz ao País companhias de destaque no cenário internacional. Uma iniciativa importante para a formação de platéias e principalmente para os artistas brasileiros que podem ampliar suas referências. A programação deste ano conta com o patrocínio exclusivo da Nokia do Brasil.A empresa, que no ano passado fechou com um faturamento de US$ 940 milhões, está ampliando sua atuação em marketing cultural. "Nossa incursão em projetos de patrocínio está sendo gradual", afirma a gerente de comunicação corporativa da Nokia, Paula Barifouse. "Em 1999 começamos com o show Prenda Minha, de Caetano Veloso; no ano passado foi a vez de Marisa Orth com a peça Megera Indomada e o espetáculo de Wynton Marsalis no Teatro Municipal; este ano, apoiamos o Projeto Porto Alegre em Cena e a Antares."De acordo com Paula, a empresa costuma patrocinar atividades culturais e educativas em todos os países onde atua. "Temos um programa de incentivo à leitura para crianças em vários cantos do mundo", diz. No Brasil, a Nokia atua em conjunto com a Fundação Abrinq. "Um outro exemplo é Goiás, onde trabalhamos junto com o Instituto Airton Senna", diz.Antares - "O interesse em patrocinar a Antares se deu pela produtora congregar alguns particularidades: a abrangência nacional da programação e a presença de companhias internacionalmente reconhecidas." A Antares deve trazer um repertório eclético ao País, a começar pelo Pilobolus, grupo que abriu a agenda da produtora.A trupe faz uma fusão entre a dança, a ginástica e colagens cênicas com muito humor. Este fim de semana é a vez do espanhol Antonio Canales dar seqüência à programação, apresentando um espetáculo de flamenco com as peças Torero e Bailaor. A primeira coreografia é considerada uma das mais importantes do repertório do artista. Tem como argumento a relação de morte entre o touro e o toureiro. A segunda é a mais recente criação de Canales e destaca os movimentos do flamenco. O retorno do público a essa programação é grande. Canales estréia em São Paulo hoje e fará uma apresentação extra na segunda-feira, às 21 horas, no Teatro Municipal.Para o segundo semestre, o programa está ainda mais interessante com a presença do Culberg Ballet, do Nerderlands Dans Theater - considerada a melhor companhia de dança do mundo na atualidade - e a Batsheva Dance Company. Todas as companhias têm destaque no cenário internacional.Além da indiscutível qualidade desses grupos, outro ponto que chamou a atenção da Nokia foi o número de apresentações que serão realizadas de norte a sul do Brasil: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Salvador, Joinville Porto Alegre, Ribeirão Preto e agora, em virtude do patrocínio com a Nokia, Recife e Manaus. "Temos nossa fábrica de celulares lá, para nós é interessante que as apresentações sejam realizadas nesta cidade.""Essa é a nossa primeira ação com abrangência nacional e muito maior que nos anos anteriores", afirma Paula. "A idéia da Nokia é que o seu crescimento e sua atuação no mercado devem ser transmitidos proporcionalmente para a sociedade." Para a executiva da Nokia, ainda há espaço para outros projetos. Ela diz que o interesse depende de que "eles tenham a cara da Nokia".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.