"No Limite" será filmado no Morro do Chapéu

A segunda edição do programa No Limite, da Rede Globo, será filmada na região do Morro do Chapéu, em Chapada dos Guimarães, nas proximidades do lago da Usina Hidrelétrica de Manso, a 90 quilômetros de Cuiabá. Das dunas e praias do Ceará do primeiro programa, os novos 12 participantes serão submetidos às provas numa região rica em frutas, peixes, árvores de pequeno porte e retorcidas, trilhas, cachoeiras, cavernas e uma imensa lagoa.O novo cenário de um dos programas de sucesso da emissora impressiona pela beleza: o Cerrado é um museu a céu aberto, um convite irresistível para arqueólogos, cientistas e historiadores do mundo inteiro que estudam sítios arqueólogicos.Os integrantes da equipe de produção da Globo ficarão hospedados na Pousada Vale das Águas, localizada no quilômetro 28 da Rodovia Estadual 351, que dá acesso à Usina Hidrelétrica de Manso. No novo palco do "Portal dos Quatro Elementos", só se chega de barco. No local, estão seguranças armados da emissora, que não comentam nada sobre as filmagens.A estrada que dá acesso à sede da pousada está sendo nivelada por três tratores de esteira. No prédio principal da Vale das Águas, estão instaladas antenas de transmissão de imagens para longas distâncias. Na entrada da pousada, uma faixa avisa que o local está fechado e será reinaugurado dia 12.O jornalista Zeca Camargo, apresentador do programa, descreveu, na reportagem do Jornal Nacional de sexta-feira, que a região é de "mato fechado", mas que "a água do lago deve garantir a sobrevivência dos participantes". A realização do programa está sendo encarada como uma operação de guerra pela emissora.Localizado numa região propícia ao turismo, o Morro do Chapéu fica ao lado do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, onde se depara com imensas cachoeiras, paredões, cavernas e nascentes cristalinas de rios que deságuam no Pantanal.A página na internet Globo.com também divulgou sexta-feira que "a locação foi escolhida entre 15 cidades visitadas pela produção do programa". "Cento e cinqüenta profissionais participam das gravações, que serão feitas 24 horas por dia. Para dar conta do recado, 12 cinegrafistas e 11 operadores de áudio vão se revezar em turnos." O site cita ainda que, "antes mesmo de a aventura começar, os 12 participantes tiveram de enfrentar uma disputa acirrada. A Rede Globo recebeu 60 mil e-mails e cinco mil cartas de pessoas interessadas em concorrer". Segundo o Globo.com, "depois da pré-seleção, restaram 94 candidatos e 55 foram levados à banca examinadora, responsável pela seleção final".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.