´No Limite´: fofocas e processo

O programa No Limite continua rendendo muita polêmica. Na tarde de segunda-feira, uma notícia divulgada em alguns sites dava conta de que Marcos, participante da equipe Sol, teria se suicidado. A informação foi negada pela direção da Globo. Agora, a ONG 21, organização não- governamental com sede na Rocinha, no Rio de Janeiro, pretende processar Marcos por ter chamado o colega de equipe Amendoim (Paulo César Martins Vieira) de "crioulo". A ONG está consultando advogados para saber se entra com uma ação civil ou criminal. Amendoim, que é presidente da associação local dos moradores, apoiará a ONG.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.