"No Limite 2" começa neste domingo

Na noite do domingo, logo após o Fantástico, estréia No Limite 2, a segunda versão do maior sucesso da programação da Globo no ano passado, que alcançou índices de audiência surpreendentes até mesmo para os executivos da emissora ? até 56 pontos em média ?, mobilizou rodas de conversa e transformou em celebridade boa parte de seus participantes. Doze anônimos com idades entre 18 e 44 anos, portanto mais jovens que a primeira leva de candidatos, de 20 a 54 anos, concorrem a R$ 468 mil reais e 12 carros em prêmios. E vislumbram a melhor maneira de tirar proveito da exposição à mídia.Sol e Lua - A fama além dos 40 minutos do primeiro programa não é garantida: quem se lembra da baiana Hilca, eliminada logo de cara? Ou do pecuarista Chico, mandado embora no lugar de Andréa? Jefferson? Sumiu. Mas os passos pós Praia dos Anjos de Elaine, Andréa, Thiago, Vanderson, Marcos, Pipa, Ilma, Juliana e até de Amendoim levam a crer que é possível. A cabeleireira, depois da vitória improvável que lhe rendeu o prêmio máximo de R$ 300 mil, deixou o trabalho num salão de São Paulo para se dedicar a ?causas sociais?. Também aproveitou para lançar o livro Vencendo os Limites, escrito em parceria com o psicoterapeuta Rhandy Stefano. A advogada Andréa posou nua para a revista Playboy. Sonha com seu próprio programa de tevê, mas uma vaga como promoter de boate também serve. Enquanto a chance não vem, dá entrevistas. Thiago e Marcos também acabaram exibindo os dotes físicos, um numa revista, outro num site dedicado ao público gay. Já o bailarino Vanderson aproveita a notoriedade para divulgar sua banda. Com os R$ 100 mil reais que embolsou por chegar à final, a gaúcha Pipa comprou um apartamento e se casou com Maurício Leite, seu namorado havia sete anos. A mãezona da equipe Sol, Ilma, reencontrou, no Domingão do Faustão, o filho de 36 anos que abandonara quando criança. Amendoim continua seu trabalho comunitário, agora contratado pela Globo. Araras - A nova seleção de tipos escolhidos para participar de No Limite procurou, mais uma vez, a diversidade: são outros seis homens e seis mulheres de diferentes classes sociais, pertencentes a oito Estados brasileiros (no primeiro, foram quatro Estados). Até por isso, chamam a atenção as coincidências. Uma dona de casa de 80 quilos, 1,74m de altura e 42 anos chamada Rosa é a nova candidata a Elaine: mãe de três filhos, diz que adora reunir a família e os amigos em volta de uma mesa farta; define-se como uma pessoa feliz e realizada; considera-se uma mãezona de quem se aproxima dela. Pertence à equipe Araras Vermelhas, assim como a relações-públicas Roberta. Aos 25 anos, rata da praia de Boa Viagem, no Recife, onde nasceu, a loura também faz bicos como promoter e modelo. É a mais cotada para seguir os passos de Andréa na mira das revistas masculinas. A equipe, cuja cor será o vermelho, tem ainda uma vendedora ambulante, Sonia, nascida em Belo Horizonte e moradora de São Paulo; um estudante goiano de Engenharia da Computação, um açougueiro de Montes Claros e um músico, Dada, membro da ONG Afro-reggae que, como Amendoim, na Rocinha, faz trabalho social na favela carioca de Vigário Geral, onde mora.Lobos - Seus adversários serão os Lobos Guarás, cuja cor é o amarelo. Sávio, de 25 anos, nasceu em Pirassununga, mas é professor de ginástica em Curitiba. Também da capital paranaense vem Eliane, de 30 anos, representante comercial. Antero, de 44, é o participante mais velho. Nasceu em Manaus e já fez de tudo. Foi vendedor ambulante, faxineiro e confessa que, na juventude, chegou a roubar para comer. Hoje, é professor em Fortaleza. Lhitts, 23 anos, nasceu na Bahia, mas mora em Brasília, onde trabalha como programadora. Quer ter o próprio negócio, como um bar e, para isso, conta com algum trocado conquistado no programa. Completam o time o recreador Leon, pernambucano, 25 anos, ligado em astrologia, que também faz trabalho voluntário, só que em hospitais, com mulheres da terceira idade. E a vendedora Cristina, de 27, paulistana que planeja estudar moda. Antes de começarem os desafios, os 12 concorrentes participaram do que a produção chama de A Última Ceia, ou seja, a última refeição na região onde o programa está sendo gravado. No jantar, foi servido um peixe assado típico da região com farofa, vinho branco e compota de goiaba de sobremesa. O Fantástico mostra como foi, um pouco antes de No Limite 2 entrar no ar.

Agencia Estado,

27 de janeiro de 2001 | 19h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.