No iPad, Gorillaz fica eletrônico. E mais chato

O brigado a ficar longos períodos em quartos de hotel por conta da logística da turnê do Gorillaz, Damon Albarn resolveu transformar o ócio em música. Ou tormento em disco. Assim surgiu The Fall, extensão eletrônica do fascinante Plastic Beach, de 2010. Detalhe: o álbum, sinal dos tempos, foi gravado e mixado no iPad, o que significa custo baixo, mas resultado nem tão favorável. Neste mar desconexo de bits, efeitos e sons primitivos, pouco se vê daquele mix futurista e eclético. Após ouvir as 14 faixas, fica uma sensação de um grande esboço, ainda que sofisticado e tecnológico. Por vezes é difícil separar vinheta de canção. A melhor delas é a menos eletrônica e traz Bobby Womack, estrela do hit Stylo, cantando o blues Bobby in Phoenix. Costurado por um ukelele, a melancólica Revolving Doors é boa o suficiente para estar num disco de estúdio do Gorillaz. Ao final, The Fall consegue se safar pela capacidade de traduzir o entorno, priorizando texturas e paisagens abstratas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.