No inverno, sopa para manter o peso

Apesar da promessa que todos fazem de manter a silhueta no inverno, não tem jeito. Continuamos comendo mais no frio e sempre caímos nas tentações da gula e da preguiça ? até que nem os casacos e blusas grossas consigam esconder os quilos excedentes.Segundo o endocrinologista Daniel Giannella Neto, da equipe de diabetes do Hospital das Clínicas, não há um fator fisiológico significante que induza a esse hábito."Existem alguns estudos em animais migratórios. Eles precisam de mais energia no inverno para suportarem as longas distâncias", conta Gianella.No corpo do homem, há uma pequena elevação da taxa de hormônios que os médicos costumam associar a essa necessidade energética. "Esse fator fisiológico, na verdade, não é o que contribui para o consumo maior de alimentos", avalia. "A vida social restrita a lugares fechados, a pouca atividade esportiva e demais fatores psicológicos influem no excesso de peso e gordura que as pessoas adquirem no inverno", explica Gianella.Quentes, saborosas e leves, as sopas funcionam como boa alternativa para contornar o apetite, e não se desviam do prazer da boa mesa."Mas nem todas as receitas são realmente leves", aponta a nutricionista Maria Cecília Corsi. Segundo ela, os pratos que levam creme de leite e massa são mais calóricos."A melhor maneira de calcular mais ou menos a quantidade é dessa forma: os cremes têm em torno de 230 a 250 calorias, as sopas com massas vão de 200 a 230, os caldos apontam aproximadamente 150", explica Maria Cecília. A quantidade de azeite também pesa na hora dessa contagem.Alguns restaurantes se preocupam com esse controle de calorias e preparam receitas bem suaves.O Spaço Corpo e Mente em Equilíbrio leva a sério a importância das receitas light. A sopa de champignon tem apenas 110 calorias e o seu aspecto cremoso é graças ao leite desnatado e à farinha de trigo ? não por causa de creme de leite."Tentamos substituir os elementos gordurosos por outros mais leves. Nos dias gelados, é importante trocar o chocolate quente por um chá, o fondue pela sopa", afirma a nutricionista do Spaço, Rejane Raupp Estrela.No Gato que Ri, a dica é sopa de lentilha e espinafre: além de apresentar um ótimo visual e ser deliciosa, tem menos de 230 calorias. Já no DOM, do jovem Alex Atala, a sopa de crustáceos e eucalipto é bastante especial e tem apenas 125 calorias.O In Cittá e o Dolce Villa trazem no cardápio sopas de cebola que, em geral, são bem pouco calóricas, mas cheias de vitamina C (ótima para reforçar a resistência do corpo contra as gripes da estação). O creme de laranja e especiarias é outra opção do Dolce Villa: cremosa, mas sem creme de leite. O restaurante Kuroshio oferece uma receita à moda japonesa: yossenabe, à base de shoyo com frutos do mar e legumes, com 350 calorias. O restaurante sugere aos clientes mais preocupados com a balança que peçam o prato sem os camarões, diminuindo para 200 a quantidade calórica.Spaço Corpo e Mente Em Equilíbrio: Rua Dr. Mário Ferraz, 364. Tel: 3846-5323 DOM: Rua Barão de Capanema, 549. Tel: 3064-0715 In Cittá: Rua Fernades Moreira, 1371. Tel: 5181-6011 O Gato que Ri: Largo do Arouche, 37. Tel: 221-2699 Dolce Villa: Rua Pedroso Alvarenga, 554. Tel: 3061-9892

Agencia Estado,

15 de julho de 2000 | 13h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.