No DVD, poesia e intensidade em equilíbrio

A discografia de Maria Bethânia é bem servida de discos ao vivo. Agora, com procura maior pelo DVD e menor pelo CD, embora a íntegra do show Amor Festa Devoção esteja registrada em CD duplo, a ênfase da produção é pelo DVD. É mais interessante. Não só pela sempre expressiva atuação da cantora, como pelo deslumbre da cenografia de Bia Lessa para o show e pelos extras, representando os três temas: amor, festa e devoção. Bethânia inseriu um registro de sua viagem a Aparecida do Norte em 2004, acompanhando sua mãe devota, e cantando temas religiosos, além de Romaria (Renato Teixeira), para a multidão que comparece à celebração da padroeira do Brasil. Há também Eu Velejava em Você (Eduardo Dussek/Luiz Carlos Góes) e Sete Trovas (Consuelo de Paula/Etel Frota/Rubens Nogueira), gravadas no palco sem plateia. O bem amarrado roteiro dela e Fauzi Arap mescla canções dos dois álbuns mais recentes e simultâneos (Encanteria e Tua), enfatizando Roque Ferreira e Paulo César Pinheiro, com clássicos de Chico Buarque, Caetano Veloso, Lamartine Babo, Vinicius de Moraes. Momentos de grande intensidade são o texto Olho de Lince, de Waly Salomão, Linha de Caboclo (P. C. Pinheiro/Pedro Amorim) e a Balada de Gisberta, do português Pedro Abrunhosa. A segunda parte é repleta de serenidade e delicada poesia. A cara de Dona Canô.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.