No Dia dos Namorados, o amor está no escurinho do cinema

Casais podem conferir na terça-feira a comédia romântica Totalmente Apaixonados

Agencia Estado

07 Junho 2014 | 17h53

Você não precisa sintonizar só no Telecine Light para assistir a uma seleção de comédias românticas nesta terça-feira, 12, Dia dos Namorados. A partir do meio-dia, com Frankie & Johnny, de Garry Marshall, em que o chapeiro Al Pacino e a garçonete Michelle Pfeiffer se amam ao som de Debussy (Clair de Lune), a emissora engrena 12 horas seguidas de romance no ar, exibindo À Primeira Vista, Louco por Você, Surpresas do Coração, Quem Vai Ficar com Mary? e Do Que as Mulheres Gostam. Mas os românticos não precisam se ligar só na TV paga. A Globo mostra à tarde, às 15h35, Ghost - Do Outro Lado da Vida, de Jerry Zucker, em que Patrick Swayze precisa usar Whoopi Goldberg como intermediária para poder tocar sua amada Demi Moore, ao som de Unchained Melody. Ah, o amor. Os cientistas, perfeitamente racionais, tentam explicar o amor como decorrência de substâncias naturais produzidas pelo organismo humano. Quando a dopamina e a noradrenalina inundam o sistema límbico, a região do cérebro que controla as emoções, você pode ter certeza de que está amando. Mais difícil é precisar, exatamente, por que ele, ou ela - e não outro, outra -, provoca essa euforia. De novo a ciência tenta vir em nosso socorro - um estudo do sociólogo John Lee, da Universidade de Toronto, associa o amor à paleta das cores. Munido dessas idéias, você pode ver os filmes românticos em exibição nos cinemas, nesta terça-feira tão especial. Esqueça a sutileza de Tarde demais para Esquecer, o clássico de Leo McCarey com Cary Grant e Deborah que inspirou Sintonia de Amor, de Nora Ephron, com Tom Hanks e Meg Ryan. A nova comédia romântica em cartaz é representada por Totalmente Apaixonados, de Bart Freundlich, que começa de forma bem pouco romântica, é verdade. Julianne Moore e David Duchovny são casados. É de manhã, estão em casa, à espera do encanador que vem consertar não importa o quê. O filho, um menino, chama o pai no banheiro e o que se segue é uma conversa sobre pum e cocô. Mais tarde, as necessidades associadas à ida ao banheiro vão interromper várias vezes a aproximação amorosa. E existe a ida do casal ao terapeuta, quando eles discutem qual é a porta que deve ser aberta para o amor, se a da frente ou de trás. Há dois anos, numa entrevista que concedeu ao Estado, Julianne Moore contou que ia fazer uma comédia romântica dirigida pelo marido, mas que não seria uma comédia romântica tradicional. Ela falava sobre Totalmente Apaixonados. Na atual era da sociedade da imagem, em que reality shows e novelas - a Camila Pitanga de Paraíso Tropical - entram nas casas sem a menor cerimônia, ficou muito mais fácil extrapolar as fronteiras do sexo, até na comédia romântica. O filho da amante de Duchovny aplica no cara um chute nos testículos. Antes, o cinema fingias que essas coisas não existiam. Agora, Maggie Gyllenhaal berra para seu ex, Billy Cudrup, irmão de Julianne na trama, que o novo namorado é, digamos, avantajado, o que supre sua boçalidade. A conversa, ouvida à mesa, na sala de jantar, provoca olhares cobiçosos sobre o sujeito. O cinema avançou a conversa, bem ou mal, mas o essencial continua sendo a discussão dos sentimentos. Julianne não aceita a traição do marido. Maggie acha que está perdendo tempo ao dividir a cama - há sete anos! - com um sujeito que não quer lhe dar um filho. Com maior franqueza de linguagem, o tema da comédia romântica continua sendo o afeto. A culminação de Totalmente Apaixonados é num teatro - o amor como representação, para ser aplaudido no palco e na platéia. É mais interessante do que Premonições, de Mennan Yapo, no qual a eterna Miss Simpatia, Sandra Bullock, inventa o terror romântico explícito. De novo, o adultério é o grande fantasma. Vira e mexe, o cinema muda para continuar falando sobre os mesmos temores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.