Nme pede perdão a Morrissey

A revista musical britânica NME se desculpou ontem por um artigo publicado em 2007, em que insinuou que o cantor Morrissey seria racista. A revista postou ontem em seu web site um comunicado em que lamenta "o mal-entendido" causado por uma matéria intitulada Morrissey: o bocão ataca novamente. A reportagem reproduzia declarações aparentemente xenofóbicas do ex-líder dos Smiths. Segundo o artigo, o cantor havia dito que a "as portas da Inglaterra estariam inundadas, e que o país teria se jogado pela borda". Morrissey entrou com uma ação por causa do artigo, que em sua opinião, o representava injustamente. / EFE

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.