Ninguém foi escolhido para vaga na ABL

Ninguém foi escolhido para a vaga do economista Roberto Camposna Academia Brasileira de Letras (ABL). Dos 11 candidatos inscritos apenas três foram votados: o cientista político Hélio Jaguaribe,o diplomata Mário Gibson Barbosa e o escritor Paulo Coelho.Nenhum deles conseguiu o quórum necessário de 19 votos. Jaguaribe foi o mais votados nos quatro escrutínios realizados. Essaeleição fica anulada e a próxima está marcada para 25 de julho. Novas inscrições serão abertas.Na história da Academia Brasileira de Letras, isso aconteceu há 10 anos. O editor e poeta Álvaro Pacheco obteve 20 votos quando precisava de 21.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.