Nina Speranskaya encerra carreira em Joinville

A bailarina Nina Speranskaya é uma das estrelas solistas do Ballet Bolshoi nos últimos 20 anos - um seleto grupo a que apenas 10 dos 250 integrantes da companhia tem acesso. Nina dançou com os grandes bailarinos russos como Vladimir Vassiliev, Alexei Fadeetchev e Alexander Bogatyrev. Entrou na companhia em 1980, depois de formar-se pela Escola Coreográfica de Moscou.Dançou como solista de todos os grandes balés do repertório do Bolshoi, entre os quais Giselle, A Branca de Neve e Dom Quixote, mas tornou-se mundialmente conhecida como solista de A Morte do Cisne, que será vista esta noite em Joinville. A peça, composta por M. Fukine, em 1907, para a bailarina Ana Pavlova, tem características técnicas que tornam bastante raras as bailarinas que atingem sua total expressividade. Em função disso, e por ser um solo bastante popular, Nina participou de praticamente todas as turnês mundiais do Bolshoi, nos últimos 20 anos.Sua aposentadoria, aos 40 anos, é uma norma do Bolshoi. Há três etapas bastante distintas na carreira de um bailarino da companhia: primeiro, o período de formação; depois, o desenvolvimento da carreira artística; e, por fim, tornam-se professores e repassam sua experiência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.