Nicole Kidman vira pivô em guerra de marcas

Nicole Kidman está no centro de uma briga ferrenha entre grandes marcas do mundo da moda. Garota propaganda da Chanel, empresa com a qual assinou um contrato de US$ 7,5 milhões no ano passado, ela foi fotografada com um produto de um concorrente. O produto é um relógio de US$ 13 mil, da marca Vacheron Constantin Egerie, que o diretor Anthony Minghella lhe deu de presente. A entrega do presente ocorreu no set de filmagem de The Stepford Wives. Um fotógrafo a serviço da Vacheron Constantin estava no set a pretexto de registrar os intervalos de filmagem. Foi quando ele flagrou a diva recebendo o relógio. O caso motivou uma declaração imediata do porta-voz de Nicole, que disse que a atriz "não endossa produtos que não sejam Chanel". A situação pode ter sido forjada, com ou sem a consciência de Minghella.Enquanto o fotógrafo fazia sua festa, os assessores de imprensa e relações públicas enlouqueciam. Já se fala em bloquear judicialmente a divulgação das fotos. Mas o porta-voz da Vacheron Constantin já afirmou que a imagem fará parte de uma exposição comemorativa dos 250 anos da companhia, em seu museu particular em Genebra, na Suíça. As informações são do Imdb.com.

Agencia Estado,

13 de janeiro de 2004 | 13h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.