Net libera HBO sem Telecine

Dentro de um mês, o assinante da Net que quiser ter os canais HBO sem ter de levar junto o pacotão Telecine estará livre para tanto. Essa é a previsão da operadora para o fim do acordo protecionista de mais de 5 anos, que impede a venda isolada dos canais HBO. A carta de alforria para os assinantes de canais de filmes está sendo negociada desde o ano passado. Com a novidade, a Net espera aumentar em cerca de 10% sua base de clientes Premium. A operadora acredita que, sem a venda casada, o que encarece o preço, os assinantes do serviço básico optarão por um dos pacotes de filmes. Com a venda separada de HBO e Telecine, o pacote com uma só das programadoras ficará cerca de R$30 mais barato que o pacote que hoje soma as duas.

Keila Jimenez, O Estadao de S.Paulo

18 de março de 2010 | 00h00

Liberado. A Prefeitura de Barueri desistiu da liminar que proibiu o "CQC", da Band, de exibir, na segunda-feira, o quadro "Proteste Já". A reportagem, que irá ao ar no dia 22, mostra que a doação de um aparelho de TV, feito a uma escola municipal da cidade, foi parar na casa de uma funcionária da instituição. Na cena, Danilo Gentili flagra o caminho trilhado pelo aparelho de TV, que tinha um GPS.

30 mil reais é o preço médio de cada episódio do reality show médico E24, da Band

42 pontos rendeu a separação de Marcos (José Mayer) e Helena (Taís Araújo) em Viver a Vida, anteontem

"Nossa Senhora do glitter, iluminai as bibas"

Súplica de Dicesar, a drag queen do BBB 10, da Globo, em noite de

Paredão

Foi acesa a luz amarela do Programa do Gugu, na Record. Em reunião na terça-feira, o diretor-geral do programa, Homero Salles, disse, para cerca de 40 produtores, que seu cargo pode estar a prêmio na emissora. Há vários domingos Gugu empata em audiência com Silvio Santos no horário.

Os vivos também terão vez no Por Toda a Minha Vida, da Globo, que contará a trajetória de bandas que acabaram. O RPM, de Paulo Ricardo, ganhará uma edição na nova temporada, no segundo semestre.

Em tempos de fila de projetos na Globo, são grandes as chances de Ó Paí Ó ganhar uma terceira temporada no canal este ano.

Emissora que gosta de gastar tem atrasado pagamento a pequenos e médios fornecedores. A ordem é a reagendar prazos de pagamentos que, nos bons tempos, eram de 15 dias.

Efeito garí? Não, Boris Casoy segue na Band e volta ao ar em abril, no Jornal da Noite, quando terminam suas longas férias. Em tempo: o CQC, que adora gafes, esqueceu a do colega da emissora.

Sai um rapper, entra outro. Manos e Minas, da TV Cultura, passará a ser apresentado pelo rapper Max B.O. a partir de abril. Ele assume o posto deixado por Thaíde, que foi para a Band integrar o time de A Liga, nova atração da emissora.

O DNA ajudou, mas não muito. Erika Mader, sobrinha de Malu Mader, não emplacou no comando do Lugar Incomum, do Multishow. A atração voltará este ano para as mãos de sua apresentadora original, Didi Wagner, que trocará, na nova temporada, Nova York por Londres.

Terminais de ônibus de Niterói, no Rio, ganharão em breve televisores que exibirão um resumo da programação diária da Globo, assim como ocorre em alguns ônibus que circulam em São Paulo. A ideia é estender o serviço para outros terminais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.