Nederlands Dans Theater estréia em SP

Estréia nesta sexta-feira em São Paulouma das mais respeitadas companhias de dança do mundo: o Nederlands Dans Theater 1, no Teatro Municipal, onde faz outraapresentação no domingo. O programa conta com as coreografias Bella Figura, Sarabande e Falling Angels, de JiriKylián, e SH Boom, de Paul Lightfoot.Em Bella Figura, Kylián questiona o que é umespetáculo em todas as suas instâncias, dos movimentos aofigurino. Bailarinos ensaiam no palco com as cortinas suspensasenquanto o público entra e acomoda-se no teatro. Cortinas descem a dança toma forma de espetáculo.A expressão "bella figura" veio do italiano esignifica manter a pose. "Muitas vezes os bailarinos entram nopalco com dores, indispostos, mas precisam dançar com perfeiçãoe técnica, esse é o ponto que questiono", explica o criador."Essa é uma peça que lida com a realidade de uma companhia eainda questiona o formato de um espetáculo", comenta a diretoraMarian Sardstädt.Já Sarabande é interpretada somente por homens, contando com vestidos penduradoscomo cenário e trilha sonora inspirada em Bach. Essa coreografiapertence à fase preto-e-branco de Kylián, na qual ele abreespaço aos espectadores para colorirem à sua maneira, de acordocom suas idéias, o espetáculo.Do mesmo período, Falling Angels leva ao palcomúsicos tocando tambores que dão o clima à coreografia. "Essa éuma performance extremamente física, com movimentos fortes erápidos", diz Marian. A escolha da música é fruto da admiraçãoque Kylián possui pelo trabalho do compositor Steve Reich.SH Boom, de Paul Lightfoot, foi inspirada em umacanção homônima e chegou a concorrer ao badalado prêmio LawrenceOlivier, considerado o Oscar das artes cênicas. "Em SH Boom,utilizei uma série de canções românticas de todo o mundo,algumas até inusitadas, como um tango da Finlândia", afirmaLightfoot. "A inspiração foi o alto-astral, o ato de rirmos denós mesmo. Por essa razão, ela possui muitas vertentes - cômica,poética ou nostálgica.""Tudo começou com uma brincadeira em um workshop, foise desenvolvendo e hoje é um espetáculo", lembra Marian. "Eu eos bailarinos estávamos brincando com o relacionamento entrehomens e mulheres, paixão, amizade e criamos juntos", detalha ocriador. No desfecho, uma chuva de papel com a frase "lifecould be a dream" (a vida poderia ser um sonho) encerra oespetáculo.Indagado sobre a influência de Kylián em sua carreira,Lightfoot é direto: "Ele sempre me apoiou, foi meu grandeincentivador - mesmo em meus primeiros trabalhos. Não sintovergonha de dizer que tenho Kylián e Forsythe como referências,é um orgulho."Lightfoot é um jovem coreógrafo que cresceu dentro dacompanhia. "Essa linha começou quando Kylián estava na direção,mas pretendo dar continuidade às propostas dele. Apenasadministro e dou aulas de balé, Kylián é o coreógrafo residentee Glenn Edgerton é o diretor artístico-executivo, que auxilia naformação e no encontro de novos coreógrafos e bailarinos", diza diretora. "Atualmente está muito difícil encontrar novostalentos, Paul pode ser considerado um, pertencente a essa novageração", observa Edgerton.Sábado, a companhia apresenta espetáculo beneficente emprol do Centro Israelita de Assistência ao Menor. A apresentaçãoé aberta ao público e a arrecadação da venda dos ingressos vaipara a instituição. A produtora Antares, responsável pela vindodo grupo, também lança seu site (www.antaresdanca.com.br) comnotícias, tradução de artigos publicados em revistasestrangeiras e informações sobre companhias de dança.Nederlands Dans Theater 1. Amanhã (05), às 21 horas;domingo, às 17 horas. De R$ 20,00 a R$ 150,00. Teatro Municipal.Praça Ramos de Azevedo, s/n.º, tel. 222-8698. Patrocínio: Nokia,Embratel, Banco Real.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.