Daniel Teixeira/ Estadão
Daniel Teixeira/ Estadão

Nas redes sociais, a cultura é repassada aos que estão em casa

Tem gente bem bacana criando atrações, lendo trechos de livros, contando histórias ou mesmo mostrando curiosidades de obras de arte

Eliana Silva de Souza, O Estado de S.Paulo

20 de março de 2020 | 08h00

Não está fácil ficar trancado em casa sozinho ou mesmo com a família, mas é primordial que isso continue. O correto é permanecer em isolamento social e se  manter em segurança, evitando contágio pelo coronavírus. De olho nesse problema de restrição de mobilidade, vemos manifestações pelas redes sociais com dicas de o que fazer para se distrair.  Tem gente bem bacana criando atrações, lendo trechos de livros, contando histórias ou mesmo mostrando curiosidades de obras de arte.

E esse é o caso da Pinacoteca de São Paulo, que está usando suas redes sociais para compartilhar com os internautas detalhes sobre algumas de suas obras de  seu acervo. A postagem será diária, com destaque para uma obra específica, e que trará, além de curiosidades, dados históricos e explicações dos curadores.  Os textos são agrupados pela hashtag #pinadecasa. E tem mais. Também terá uma visita a exposições, memórias da Pina e as lembranças dos visitantes.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Olá! A primeira obra que vamos retratar no #pinadecasa é a famosa “Leitura”, do artista brasileiro Almeida Júnior. A tela, pintada em 1892, foi doada ao Estado de São Paulo pelo artista em homenagem a Cesário Motta Júnior, então secretário do interior. Com a doação, o artista quis enfatizar o empenho que o secretário exerceu no desenvolvimento da educação feminina em São Paulo. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Ao analisarmos a obra, vemos uma mulher que lê um livro em uma posição confortável, em um terraço aparentemente tranquilo e aconchegante. A moça é a única figura humana visível na tela, no entanto, próximo a ela há uma cadeira, onde podemos observar uma peça de roupa. Na época, a vestimenta era utilizada por homens ao saírem de suas casas. Ou seja, esse fato pode sugerir uma presença masculina na cena que, alguns especulam, poderia ser a do próprio artista. Sendo assim, esse seria também uma forma de autorretrato "ausente", tipo de composição muito apreciado no período. ⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀Curiosidades! ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ “Leitura” de Almeida Júnior foi transferida para a Pinacoteca em 1905 e desde então faz parte do acervo do museu. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀ “Em 1893”, a obra ganhou um prêmio na Exposição Universal de Chicago. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Achou interessante? E você, como descreveria a obra “Leitura”? Conta pra gente! ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ➖ Almeida Júnior Leitura (1892) Acervo da Pinacoteca de São Paulo. Foto Isabella Matheus ➖ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀ #pinadecasa #culturaemcasa #museumfromhome #pinacotecasp #museummomentofzen

Uma publicação compartilhada por Pinacoteca de São Paulo (@pinacotecasp) em

 

Outro museu paulista que está dando uma forcinha é o MIS, que, a partir de sexta, 20, vai disponibilizar conteúdo digital em todas as suas plataformas, na  campanha MIS em Casa. Ação terá início com a disponibilização do bate-papo que o cineasta Fernando Meirelles realizou no local, para falar de seu filme  Dois Papas. O MIS em Casa estará nas redes sociais do Museu (Facebook, Instagram, Youtube, SpotifyeTwitter) e os usuários podem participar ativamente a hashtag #misemcasa.

Entre os dias 20 e 29, sempre às 19h, vai rolar o Festival Música em Casa, que terá apresentações, via Instagram, de shows de vários artistas que cancelaram suas  apresentações neste período. Para acompanhar os shows, o internauta precisar acessar o link oficial do evento no - instagram.com/festivalmusicaemcasa.  Com a apresentação de Sabrina Sato, festival será aberto com shows da cantora Sandy, do grupo Mar Aberto, da banda Maneva, do cantor Michel Teló e do  grupo Cortesia da Casa.

Já o grupo Palavraz preparou séries de encenações, para crianças e para adultos, de suas peças de repertório. Espetáculos poderão ser assistidos no canal do  YouTube da companhia. De sexta, 20, a domingo, as crianças poderão ver, entre 10h e 14h, as peças A Gaiola, na sexta, Contos Partidos de Amor, sábado, e  Vamos Comprar um Poeta, no domingo. E os adultos, Ouvi Dizer que a Vida É Boa, sexta, Perdoa-Me por Me Traíres, sábado, e Tudo que Há Flora, no  domingo. Sempre das 18h à 0h.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

O avanço do coronavírus no Brasil tem mudado os hábitos da população, que foi orientada a evitar locais de grande aglomeração de pessoas. Além disso, as escolas tiveram suas aulas suspensas e os profissionais foram orientados a trabalhar de suas casas remotamente. Contribuindo com a campanha oficial de combate ao Covid-19, a Palavra Z Produções Culturais irá disponibilizar nos próximos dias espetáculos infantis e adultos gratuitamente online. O objetivo é contribuir com a conscientização da população sobre as medidas de prevenção necessárias, além de garantir a diversão, o entretenimento e o bem-estar das famílias, nesse período tão delicado em que precisarão ficar mais tempo em suas casas. Neste final de semana teremos a exibição da “TRILOGIA DO AMOR – Três histórias de amor para crianças”, um espetáculo idealizado pela Camaleão Produções Culturais, que conta com os espetáculos: *A GAIOLA* Dia 20 - sexta-feira de 10h às 14h *CONTOS PARTIDOS DE AMOR* Dia 21 - sábado de 10h às 14h *VAMOS COMPRAR UM POETA* Dia 22 - domingo de 10h às 14h _IMPORTANTE_: os links serão liberados através do site www.palavraz.com.br, nas redes sociais da Palavra Z e dos respectivos espetáculos.

Uma publicação compartilhada por Palavra Z Produções Culturais (@palavra_z) em

 

Mas tem também os artistas que simplesmente decidem mostrar algo bonito, seja musica ou texto. Fábio Assunção, por exemplo, postou em seu Instagram  vídeos declamando, primeiro, letra de uma música de Zélia Duncan e Christiaan Oyens, Imorais. Depois, foi a vez de ler um texto de Fernanda Young, Para a  Tristeza.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Álbum Acesso. 1998. #CulturaEmCasa #FiqueEmCasaSePuder #Solidariedade #CoronaVirus

Uma publicação compartilhada por Fabio Assunção (@fabioassuncaooficial) em

 


No Instagram de Ivaldo Bertazzo, o coreógrafo fez um vídeo para que você se mexa e exercite seus pulmões. A ideia dele é fazer com que as pessoas que estão  trancadas em casa não esqueça de manter em formas o físico, o psíquico e também o espiritual.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Você possui a sensação de ter uma agulha de tricô cutucando a junção entre o seu osso sacro e ilíaco? Isso é comum, pois o desequilíbrio de força entre os membros e suas ações preferenciais entre uma perna e outra é constante. Um exemplo é o que fazemos no dia a dia, ao dirigir. Reeduque sua bacia! Sentado sobre um banco, experimente pressionar contra a superfície ora o quadril direito, ora o quadril esquerdo, e avalie qual dos glúteos possui mais força. Ao pressionar, cresça o tronco em oposição à pressão da bacia no banco. Faça isso muitas vezes! Abraços, Ivaldo. ⠀ Mais informações: Escola do Movimento (11) 3294-1755 / WhatsApp (11) 97564-9114 ⠀ #psicomotricidade #escoladomovimento #métodobertazzo #ivaldobertazzo #geometriacorporal #viverbem #corpoemente #fisiologiahumana #bem-estar #ginástica #movimento #pompéia #perdizes #sãopaulo #arte-educação #cultura #dança #teatro #ong #terceirosetor #cursogratis #postura #coluna

Uma publicação compartilhada por Ivaldo Bertazzo (@ivaldobertazzo) em

Outra iniciativa ligada à dança é a do Instituto Brincante. Durante esse período de reclusão, Rosana Almeida e Antonio Nóbrega selecionara série de vídeos  sobre Cultura e Danças Brasileiras. Diariamente, às 19h, vamos saber um pouco mais sobre Batuque Paulista, Boi-Bumbá, Reisado, Samba de Rosa, entre  outras manifestações populares.

 

 


 

Tudo o que sabemos sobre:
coronavírusmúsicadançaexposição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.