Nas livrarias, o cérebro é POP

Desde que o canadense Malcolm Gladwell se tornou uma usina editorial de sociologia light com O Ponto da Virada, em 2004, ele não arreda o pé da lista da best-sellers do New York Times. Além de O Ponto da Virada, Blink e Outliers continuam estacionados na lista, os dois últimos explorações sobre a mente e a inteligência. Se o jornalista da New Yorker não está na mira das honrarias acadêmicas, ele parece ter estimulado uma curiosidade voraz no público sobre esta parte do nosso corpo que pesa, em média 1.400 gramas. O cérebro humano hoje é a Lady Gaga do mercado editorial. Irresistível, estranho e uma nova fronteira pop. Embora o fenômeno da autoajuda continue imbatível, autores respeitados merecem nas cadeias de livrarias americanas seções sob o rótulo "Usando Seu Cérebro" ou "Alimento para Pensar". Estão entre os bem recebidos:

Lúcia Guimarães, O Estado de S.Paulo

12 de junho de 2010 | 00h00

101 Theory Drive: A Neuroscientist"s Quest for Memory, de Terry Mcdermot (Pantheon, 272 págs., US$ 25,50)

O autor acompanhou durante dois anos de trabalho o neurocientista Gary Lynch, um dos papas da pesquisa sobre o funcionamento da memória.

Esculpido na Areia: Memória e Atenção - Os Desafios da Meia-Idade, de Cathryn Jakobson Ramin (Tradução de Daniel Still, Objetiva, 352 págs., R$ 49)

Heroína dos desmemoriados baby-boomers, a jornalista, inconformada com os limites impostos pela meia-idade, explora no seu livro mais recente a memória e as funções cognitivas.

Mindfield: How Brain Science Is Changing Our World, de Lone Frank (Oneworld, 320 págs., US$ 16,95)

Bem-humorada exploração de desenvolvimentos recentes da neurociência, da premiada jornalista científica dinamarquesa.

Reading in the Brain: The Science and Evolution of a Human Invention, de Stanislas Dehaene (Viking, 400 págs., US$ 27,95)

O autor francês, especializado em ciência cognitiva, explora o paradoxo da leitura. Se o homem só lê há alguns milhares de anos, como esta habilidade única pode ser vista no contexto mais antigo da evolução?

Think Smart: A Neuroscientist"s Prescription for Improving Your Brain"s Performance,

de R. Restak (Riverhead, 288 págs., US$ 16)

Entre as sugestões do autor de best-sellers como A Vida Secreta do Cérebro, está a importância restauradora do sono para o desempenho cerebral.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.