Nas bancas, a nova invasão de "Guerra nas Estrelas"

Em meio à agitação provocada entre os fãs de Guerra nas Estrelas pelo lançamento do novo filme da série, O Ataque dos Clones, a editora Pandora Books inicia a publicação de revistas em quadrinhos da série, ainda inéditas no Brasil. Desde junho já saíram aqui três revistas, uma minissérie de dois números sobre o vilão Darth Maul e o primeiro número da minissérie A Caçada de Darth Vader, que também terá dois números.Nas páginas de Star Wars: Darth Maul que está nas bancas, os fãs podem saber o que se passa seis meses antes dos fatos narrados em A Ameaça Fantasma. Darth Maul, o vilão que tem um sabre de luz duplo, recebe a missão de desbaratar uma organização criminosa chamada Sol Negro, a fim de que ela não atrapalhe os planos de Darth Sidious, mestre de Maul, de dominar a galáxia.Já na segunda minissérie lançada aqui pela Pandora, Star Wars: A Caçada de Darth Vader, é contado o que se passa entre o primeiro filme da antiga série, conhecido apenas por Guerra nas Estrelas, e o seu filme subseqüente, O Império Contra-Ataca. Logo no começo, Darth Vader tortura um piloto da aliança rebelde para saber o nome do responsável pela explosão da Estrela da Morte: o jovem jedi Luke Skywalker.As histórias são inéditas no Brasil, mas já são conhecidas nos Estados Unidos. A Pandora Books fez uma seleção do material de Star Wars publicado em HQ nos últimos dez anos pela editora Dark Horse, que tem exclusividade para publicação de quadrinhos sobre a saga nos EUA. Este material é que deverá chegar ao Brasil com regularidade a partir de agora."Todas as histórias são autorizadas pelo próprio George Lucas", diz o diretor da Pandora Books Leandro Luigi Del Manto, que ficou um ano e meio negociando a publicação das histórias no Brasil com a Lucas Arts, empresa que concede licença para publicar HQs da série. Mas o que se lê nos quadrinhos não é o que se vê nas telas. "São histórias do chamado universo expandido de Guerra nas Estrelas", explica Del Manto. Segundo ele, a saga não se limita aos filmes. Fatos anteriores e posteriores aos filmes são contados nos quadrinhos, compondo o que os fãs conhecem por Universo Expandido de Star Wars."Nos Estados Unidos há uma revista mensal de quadrinhos sobre Star Wars e saem entre duas minisséries todo mês, cada uma com dois a quatro exemplares", diz Del Manto, sobre a quantidade de narrativas produzidas em paralelo aos filmes de George Lucas. Uma dessas minisséries está nos planos de publicação da Pandora. "É uma história em que Darth Vader luta com Darth Maul". Quem se sai melhor nesta que deve ser uma das mais emocionantes brigas da saga? "Darth Vader, claro, ele é o principal personagem da série", afirma Del Manto. A idéia é que todas as histórias sempre se encaixem na narrativa maior de Guerra nas Estrelas, aquela que passa nos cinemas.Mas o diretor de licenciamento da editora Abril, Sérgio Figueiredo, responsável pelas publicações de quadrinhos da editora nos últimos anos, discorda. Para ele, George Lucas é um ferrenho defensor do padrão visual de seus personagens, jamais permitindo que suas criações apareçam de forma diferente da que concebeu. Mas Lucas não teria o mesmo zelo com as histórias publicadas sobre a série. O material sai com autorização da Lucas Arts, "mas George Lucas diz que não é obrigado a fazer, num futuro episódio, o mesmo que está nos quadrinhos", diz Figueiredo.A Pandora tem contrato para editar dez revistas, o que a editora pretende fazer até o fim do ano. Mas o número de revistas a sair pode aumentar, dependendo das vendas das dez primeiras, porque as negociações com a Lucas Arts têm sido boas, apesar de demoradas. Até hoje, apenas duas tentativas foram feitas para publicar Star Wars no Brasil, ambas pela editora Abril. Uma delas no fim dos anos 80, quando histórias eram publicadas na revista do Hulk, e outra já em 1997, quando foi publicada uma minissérie.Com tantos fãs da série crida por George Lucas espalhados pelo Brasil, por que só agora, com cinco filmes lançados e uma lenda consolidada é que o Universo Expandido chega ao Brasil? "Talvez tenha faltado comunicação entre editores e fãs", diz Del Manto, "nós somos uma editora pequena mas ouvimos os fãs", conta. Para iniciar a publicação das revistas no Brasil, a Pandora Books fez pesquisas com membros do Conselho Jedi de São Paulo, organização de fãs de Star Wars que cultua a saga e compra tudo o que sai com a grife. Os quadrinhos de Star Wars, para Del Manto, são um sonho para os fãs da saga: "eles sempre conhecem coisas novas, é inesgotável".Star Wars: Darth Maul - Minissérie em dois números. 52 páginas cada. R$ 5,90. Star Wars: A Caçada de Darth Vader - Minissérie em dois números (apenas o primeiro já chegou às bancas). 52 páginas cada. R$ 6,50.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.