Naomi Campbell quer ter um filho e diz que seu maior amor é Deus

A modelo desfilou na "Milano Donna", a passarela da moda feminina para a próxima temporada

Efe,

23 de setembro de 2007 | 08h57

A modelo Naomi Campbell, que aos 37 anos voltou a brilhar na passarela de Milão desfilando em "triquíni", afirmou que o amor mais importante de sua vida é "o amor por Deus" e que deseja ter um filho. "O amor mais importante da minha vida é o amor por Deus. É o mais constante. Eu algumas vezes me esqueço dele, mas ele não se esquece de mim", afirma a "pantera negra" em entrevista publicada hoje pelo jornal italiano "Corriere della Sera". A modelo desfilou na "Milano Donna", a passarela da moda feminina para a próxima temporada primavera-verão, onde apresentou um "triquíni" da Miss Bikini Luxe. Naomi Campbell assegura que continua gostando trabalhar no mundo da moda mas que "agora tudo é negócio e o fator econômico domina tudo. Isso tira a fascinação deste trabalho". Sobre como mantém sua figura esbelta e se segue uma dieta, Campbell diz que gosta de comer e que come praticamente de tudo. "Admito que sou muito sortuda com o físico. Pareço muito com minha mãe, que não engorda", declarou. A modelo revelou um de seus "segredos", que é não beber álcool. E quanto à personalidade, que já lhe trouxe problemas, Naomi Campbell admite e diz que deve "melhorar e ficar mais calma". O que acontece - acrescenta - é que é "muito instintiva e tende a reagir imediatamente, "sobretudo quando me sinto pressionada". Sobre seus amores, a "diva de ébano" assegurou que o mais importante de sua vida é Deus e que ela gostaria ter "um verdadeiro amor e um filho". "Ainda tenho tempo e confiança", disse Campbell, confiante.

Tudo o que sabemos sobre:
Naomi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.