Naomi Campbell quer evitar processo

A modelo britânica Naomi Campbell pagará um ressarcimento a uma camareira para evitar um processo que poderia lhe custar sete anos de prisão. Fontes próximas aos advogados da modelo disseram que o acordo pode ser anunciado na próxima terça-feira.A camareira Gaby, de origem romena, entrou com um processo penal contra Naomi devido a uma bofetada e maus-tratos que a modelo lhe teria dado. Gaby, que começou a trabalhar em novembro do ano passado para Naomi, cobrando cerca de US$ 20 por hora, disse que a modelo a submeteu a três meses de tormentos e abusos. "Tinha medo dela. Cada vez que perdia alguma coisa, seu temperamento mudava e ficava agressiva com os empregados, dizia que roubávamos suas coisas", declarou. A modelo britânica tem uma reputação de comportamento agressivo. Foi acusada de ter agredido, há meses atrás, Ana Scolavino, de 41 anos, outra de suas empregadas. Ana teve que ser hospitalizada com um machucado na cabeça e Naomi foi obrigada a comparecer à delegacia. Em 2003, uma ex-assistente a denunciou, alegando que tinha sigo agredida com um telefone, em um hotel de Beverly Hills. Naomi, declaradamente apaixonada pelo Brasil - ela anunciou que está torcendo pela seleção brasileira na Copa do Mundo -, esteve no auge do sucesso na década de 1990, ao lado de celebridades da moda como Linda Evangelista, Christy Turlington e Claudia Schiffer. Atualmente realiza algumas aparições pontuais em desfiles de moda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.