Naomi Campbell é processada por quebra de contrato

Uma empresa de marketing de perfumes está processando Naomi Campbell por quebra de contrato, dizendo que a topmodel sonegou milhões de dólares em lucros à empresa por uma fragrância que ajudou a desenvolver.

REUTERS

27 de outubro de 2009 | 17h57

Campbell "ganhou milhões de dólares com as vendas dos perfumes e dos cosméticos conceituados, criados, desenvolvidos e divulgados com a ajuda da" Moodform Mission, dizia a ação judicial, aberta pela Moodflom na segunda-feira na Suprema Corte do Estado de Nova York.

Um representante de Campbell não estava disponível para comentários.

As fragrâncias em questão são Naomi Campbell, Cat Deluxe e Seductive Elixir.

A Moodform disse que Campbell enviou pagamentos regulares, como era exigido pelo contrato que ela assinou, para a empresa de 2001 a 2008, mas que esses pagamentos pararam de uma hora para a outra e que Campbell "ignorou" a empresa desde então.

(Reportagem de Edith Honan)

Tudo o que sabemos sobre:
GENTENAOMI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.