Naomi Campbell é presa por agredir mulher

A modelo britânica Naomi Campbellpagou uma fiança e foi solta nesta quinta-feira, após ser detida e interrogada poruma suposta agressão a uma mulher, informou a polícia de Londres. A top terá de se apresentar novamente na delegacia nospróximos dias. Naomi, de 36 anos, foi levada na quarta a uma delegacia docentro de Londres após ser detida numa casa no bairro deWestminster, no centro da capital britânica. Uma mulher haviaregistrado uma queixa de agressão, segundo a polícia, que não quisdar mais detalhes do caso. Um porta-voz da modelo disse que o mais provável é que tudo seja um mal-entendido. "Temos certeza de que o caso vai se resolverquando a polícia encerrar a investigação", disse. A modelo tem uma reputação de comportamento agressivo. Foi acusada de ter agredido, em março, Ana Scolavino, uma de suas empregadas. Ana teve que ser hospitalizada com um machucado na cabeça. Naomi foi obrigada a comparecer à delegacia, de onde saiu com um boné do Brasil. Em 2000, uma ex-assistente, Georgina Galanis, a denunciou, alegando que tinha sigo agredida com um telefone, em um hotel de Beverly Hills. A top assumiu a culpa e pagou a Georgina uma quantia não divulgada. Naomi, declaradamente apaixonada pelo Brasil, esteve no auge do sucesso na década de 1990, ao lado de celebridades da moda como Linda Evangelista, Christy Turlington e Claudia Schiffer. Atualmente realiza algumas aparições pontuais em desfiles de moda.Naomi Campbell será presa se faltar à audiência, diz juizUm juiz de Nova York ameaçou prender Naomi se ela não comparecer à audiência do julgamento - a modelo, que está sendo processada por agredir Ana Scolavino, não se apresentou ao tribunal no dia 28 de setembro.Naomi "é absolutamente obrigada a aparecer na próxima audiência ou a lei será aplicada. Será ditada uma ordem de detenção", alertou o juiz James Gibbons ao marcar o novo comparecimento para 15 de novembro.O juiz fez a advertência após recusar que o advogado David Breitbart - que representa a modelo - explicasse em particular o motivo de sua cliente não ter se apresentado na Corte de Manhattan responsável pelo caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.