Namorada de Abramovich abre novo museu de arte moderna em Moscou

A estilista e ex-modelo Daria Zhukovainaugurou nesta terça-feira uma nova galeria de arte numagaragem de ônibus vanguardista em Moscou, acompanhada de seunamorado, o bilionário russo Roman Abramovich. Uma dúzia de ambientes interligados, com pé direito alto episos de madeira, formam o "Garagem, Centro de CulturaContemporânea", um espaço sem fins lucrativos que abriga arterussa. Situado perto do centro de Moscou, o espaço serádirigido por Zhukova. "É maravilhoso que Moscou finalmente tenha um espaço quepossa fazer exposições de arte contemporânea e onde pessoaspossam vir para curtir a criatividade", disse Zhukova, quenasceu em Moscou em 1981 e mudou-se para os EUA ainda criança,em entrevista à Reuters TV. A galeria está sendo inaugurada com uma retrospectiva doduo artístico ucraniano formado pelo casal Emilia e IlyaKabakov. O Garage é o maior espaço de artes de Moscou, tem áreamaior que um campo de futebol (790 metros quadrados) e ostentacolunas gregas brancas em sua fachada. "Historicamente, a Rússia sempre foi patrona das artes,então talvez o interesse pela Rússia esteja crescendo", disseZhukova no café da galeria, cujas paredes são recobertas depôsteres da era soviética. Zhukova disse que o museu Tate Modern, em Londres, foi uma"grande inspiração" para o Garage, que tem um grande salãoaberto com tubulações expostas e foi construído em 1926-27 peloarquiteto russo Konstantin Melnikov. "Isto vai definitivamente elevar o valor do cenárioartístico de Moscou", disse Joseph Backstein, curador da mostrados Kabakov e organizador da segunda bienal de artes de Moscou,no ano passado, que destacou a arte contemporâneainternacional. Os pisos encerrados e ambientes delicadamente iluminados dagaleria formam um contraste marcante com a galeria Tretyakov,em Moscou, onde obras-primas de Vasily Kandinsky e Marc Chagallocupam salas com pouca segurança e vazamentos no telhado. Zhukova se negou a informar quanto custou a nova galeria,mas disse que a verba veio de "patrocínio privado" e que, nofuturo, a galeria pretende se autofinanciar através de umprograma de filiação e serviços de museu. Especula-se que Roman Abramovich, que é dono do clube defutebol londrino Chelsea e ganhou bilhões de dólares competróleo e commodities, foi quem financiou o projeto. Nos últimos dez anos o interesse pela arte e cultura russasvem crescendo no país e no exterior, acompanhando a alta daeconomia do país. Artigos da grife Kova&T, de Zhukova, foram vistos sendousados por estrelas de Hollywood, e oligarcas russos noexterior vêm usando suas fortunas imensas para comprar obras dearte de seu país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.