Naipaul se diz encantado com o Nobel

"Estou totalmente encantado, é uma honra inesperada," afirmou V.S. Naipaul, indicado hoje pela Academia Sueca como ganhador do Prêmio Nobel de Literatura de 2001.Naipaul dá muita importância à sua intimidade, conforme explicou seu vizinho e amigo o romancista cubano Guillermo Cabrera Infante e por isso distribuiu uma nota escrita para comunicar sua satisfação."O prêmio é uma grande homenagem à Inglaterra, meu país; e à Índia, de onde procedem meus antepassados; e à dedicação e apoio de meu agente literário Gillon Aitken, disse o escritor em sua declaração.O livro mais recente de Naipaul, publicado este ano, é Half a Life (Meia Vida), um romance autobiográfico sobre um homem que cresce na Índia, se muda para Londres para se dedicar a escrever e depois de uma existência boêmia se estabelece na África.Os exemplares que estavam à venda nas livrarias de Estocolmo desapareceram poucos minutos após o anúncio do Nobel.

Agencia Estado,

11 de outubro de 2001 | 16h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.