Nadine e suas mulheres maravilhosas

Soltando os Cachorros

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

08 de março de 2013 | 02h11

15H50 NA GLOBO

(The Shaggy Dog). EUA, 2006. Direção de Brian Robbins, com Tim Allen, Kristin Davis, Zena Grey, Spencer Breslin, Danny Glover, Robert Downey Jr.

Promotor que detesta animais investiga o caso de laboratório acusado de fazer testes ilegais com cães. Ele é atacado por um dos cachorros e começa a ver as coisas do ângulo dos "quatro patas". Humor 'pra cachorro' - a única coisa interessante a se dizer sobre o cartaz da Sessão da Tarde nem é sobre Tim Allen, quase sempre divertido, mas sobre Robert Downey Jr. Ele estava por baixo - bem baixo -, antes de ressurgir como Homem de Ferro. Reprise, colorido, 98 min.

Caos Calmo

22 H NA CULTURA

(Quiet Chaos). Inglaterra/ Itália, 2008. Direção de Antonello Grimaldi, com Nanni Moretti, Valeria Golino, Isabella Ferrari, Alessandro Gassman.

A emissora reprisa, no horário da Mostra e agora dublado, o drama sobre homem que perde a mulher e encara o desafio de tentar criar a filha sozinho. Nanni Moretti, somente como ator, repete um papel similar ao de O Quarto do Filho, que também dirigiu. Lá, a perda era do filho, dolorosa para o pai e a mãe. Reprise, colorido, 105 min.

Morrinho - Deus Sabe Tudo Mas não É X9

22H30 NA TV BRASIL

Brasil, 2008. Direção de Fábio Gavião.

Em 2007, um projeto social e cultural sediado na favela Pereira da Silva, na zona sul do Rio, chegou à Bienal de Veneza. O Morrinho consta de uma imensa maquete das comunidades cariocas, feita com tijolos quebrados e habitada por bonecos de lego. Como a obra foi feita e o processo, documentado - é disso que trata o filme, que viajou o mundo, participando também de importantes festivais de cinema. Reprise, colorido, 85 min.

Pânico na Floresta

22H45 NO SBT

(Wrong Turn). EUA, 2003. Direção de Rob Schiller, com Desmond Harrington, Eliza Dushku, Emmanuelle Chriqui, Jeremy Sisto.

Médico foge de congestionamento, toma atalho pelas montanhas e seu carro se choca com outro, já avariado e com cinco passageiros. O grupo busca refúgio numa velha cabana e descobre que se trata de uma cilada. Começa o jogo de morte. Direção e elenco, nada (nem ninguém) recomenda. Reprise, colorido, 84 min.

A Viúva da Colina

23 H NA REDE BRASIL

(Widow on the Hill). EUA, 2005. Direção de Peter Svatek, com Natasha Henstridge, James Brolin, Jewel

Staite, Roman Podhora.

Enfermeira, a sexy Natasha Henstridge se envolve com James Brolin. Quando ele morre, surgem suspeitas de que ela pode ser uma viúva negra - mulher que mata os homens com quem se envolve, como a aranha faz com seus machos. O diretor Svatek fez também Um Lobo Chamado Silver, de 1999, o que não se constitui exatamente numa recomendação. Sobra a beleza da atriz como atrativo. Reprise, colorido, 89 min.

Inimigos do Povo

0H15 NA CULTURA

(Enemies of the People). Inglaterra/ Camboja, 2009. Direção de Rob Lemkin e Thet Sambath.

Jornalista e cineasta, Thet Sambath uniu-se ao inglês Rob Lemkin para documentar os campos de extermínio que o Khmer Rouge instalou no Camboja. A própria família de Sambath foi dizimada pela ditadura de Pol Pot. A mesma trama de atrocidades foi contada, como ficção - embora também baseada numa história real -, em Os Gritos do Silêncio, de Roland Joffé, de 1984. Reprise, colorido, 71 min.

Freejack, os Imortais

3H30 NA REDE BRASIL

(Freejack). EUA, 1992. Direção de Geoff Murphy, com Emilio Estevez, Mick Jagger, Rene Russo, Anthony Hopkins, Jonathan Banks, Amanda Plummer.

O neozelandês Geoff Murphy até que fez filmes razoáveis de ação - e depois dirigiu a segunda unidade da série O Senhor dos Anéis, de Peter Jackson -, mas esta ficção científica, adaptada de um original do prestigiado Robert Sheckley (Immortality), foi um desastre. Piloto sofre acidente na pista e descobre que foi projetado para o futuro, onde seu corpo será usado na revitalização dos órgãos de um milionário moribundo. Apesar do elenco de nomes famosos - e do rolling stone Mick Jagger, de volta ao cinema, num papel de vilão -, o fracasso de público somou-se ao de crítica. Se não é um dos piores filmes já feitos, é quase. Reprise, colorido, 110 min.

TV Paga

As Praias de Agnès

20 H NO TELECINE CULT

(Les Plages d'Agnès). França, 2008. Direção de Agnès Varda, com Matyhieu Démy, Yolande Moreau.

Com fotografias, fragmentos de filmes, entrevistas e pequenas encenações, a viúva de Jacques Démy compõe um itinerário de sua experiência artística e humana, o que inclui a participação na nouvelle vague e o casamento com um dos grandes artistas do cinema. Reprise, colorido e preto e branco, 110 min.

Caramelo

22 H NO TELECINE CULT

(Caramel). Líbano/França, 2007. Direção de Nadine Labaki, com Yasmine Elmasri, Joanna Moukarzel, Sihamme Haddad.

Um programa sob medida para lembrar o 8 de março. A vida vista de um instituto de beleza, no qual trabalham cinco mulheres. A diretora, que também é atriz e roteirista, une talento à beleza. Reprise, colorido, 105 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.