Nachtergaele retrata dor e loucura de operário

Matheus Nachtergaele, que criou um inesquecível João Grilo na minissérie Auto da Compadecida, era ainda um principiante, em 1990, quando participou de uma encenação de Woyzeck, peça de George Büchner (1813-1837), criada a partir de uma oficina. Era um dos 20 atores da montagem que tinha Cibele Forjaz na direção. Agora, 13 anos depois, Matheus volta ao texto de Büchner, desta vez no papel central e novamente sob direção de Cibele Forjaz. Depois de uma temporada no Rio, Woyzeck, O Brasileiro estréia amanhã no Sesc Belenzinho. No original, Woyzeck é soldado raso e faz das tripas coração para ganhar uns trocados além do soldo. Entre outras coisas, serve de cobaia para um médico (Nilton Bicudo), que realiza com ele uma ´experiência científica´ baseada na escassez de alimentos. Faminto e fatigado, Woyzeck agüenta diversas humilhações públicas, mas sente algum prazer ao entregar o pouco dinheiro extra que recebe à sua mulher Maria (Marcélia Cartaxo), com quem tem um filho ainda de colo. Mas a gota d´água será a insinuação, em público, de que Maria o trai com um tamboreiro."A peça mostra o processo de enlouquecimento de um homem", afirma Cibele. "Realmente, Büchner traçou o painel de como transformar um homem comum, um trabalhador pobre, o melhor dos homens, num frio assassino", completa Matheus."O que impressiona em Woyzeck é que ele é explorado e humilhado pelo médico, por seus capatazes, mas sua ira acaba explodindo sobre Maria", observa Matheus. "Segundo uma pesquisa recente, 95% dos homicídios nas periferias brasileiras são crimes passionais, seja em família ou em brigas de botecos", argumenta Cibele. Daí o título da montagem, uma vez que Woyzeck, nessa concepção, pode ser o mais comum dos brasileiros. Woyzeck, o Brasileiro. De George Büchner. Direção de Cibele Forjaz. Dramaturgia Fernando Bonassi. Duração: 100 minutos. Sábado e domingo, às 21 horas.R$ 15,00. Sesc Belenzinho. Avenida Álvaro Ramos, 915, tel. 6602-3700. Até 3/8. Patrocínio: Brasil Telecom. Hoje somente para convidados Leia mais sobre a nova versão da peça

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.