Na TV, um raro revival dos Mutantes

Para as novas gerações, Os Mutantes são como a seleção brasileira de futebol de 70: todo mundo cultua, mas ninguém viu em ação. A admiração é atávica, vem da paixão dos pais pela banda paulistana que, nos anos 60, sacudiu a música brasileira com sua originalidade e irreverência. Hoje, o programa Ensaio Geral (às 21h30 no Multishow) oferece a oportunidade de se conhecer um pouco mais sobre esse grupo formado por Rita Lee, Sérgio Dias e Arnaldo Baptista.A apresentadora Lorena Calábria recebe dois ex-Mutantes, Rita e Sérgio Dias. Rita lembra que Os Mutantes participaram do festival de música brasileira da Record de 1967, acompanhando Gilberto Gil em Domingo no Parque, e voltaram sozinhos no ano seguinte, com 2001. A roqueira fala também sobre o envolvimento da banda com o tropicalismo e da importância do grupo na renovação do pop tupiniquim. "Foi a iniciação do rock em português", diz.Sérgio Dias comparece falando sobre o começo dos Mutantes, seu som inovador - citando como exemplo o solo de Bat Macumba, com a guitarra ligada em um motor de máquina de costura - e sobre os figurinos inusitados e chocantes para a época. Arnaldo Baptista marca presença com sua apresentação no Free Jazz 2000, interpretando o clássico mutante Panis et Circensis ao lado de Sean Lennon (filho de John).Ronnie Von, que deu nome à banda, na época em que apresentava seu programa O Pequeno Mundo de Ronnie Von, conta como isso aconteceu. E raras imagens de arquivo ilustram o programa, como cenas dos comerciais da Shell com o grupo e de Ando Meio Desligado, num show de 1971. Enfim, é imperdível.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.