Na Pinacoteca, fotos feitas pelo escritor suíço Nicolas Bouvier

Além da mostra Caminhos de Santiago, a Pinacoteca também acaba de inaugurar em seu prédio na Praça da Luz a exposição Nicolas Bouvier - O Olhar do Viajante, que reúne imagens em preto-e-branco feitas pelo escritor suíço na década de 1950 durante uma viagem entre Genebra e o Ceilão. Nicolas Bouvier (1929-1998), nascido em Genebra, foi um "escrivão do mundo", como diz o jornalista, escritor e correspondente do Estado, Gilles Lapouge, que no dia 14 de abril, às 11 horas, fará uma palestra na Pinacoteca sobre o tema do Escritor-Viajante. "O esplendor e a tragédia do mundo são indizíveis; eles zombam das palavras; é preciso pelejar. ´Não se pode escrever um livro, dizia Bouvier, sem sangrar-se até à morte´", escreve Lapouge. Também no sábado, às 11 horas, ocorrerá a mesa-redonda As Fotografias de Nicolas Bouvier, com o curador da mostra Sébastien Roy e a viúva do artista, Eliane - em seguida será exibido um documentário. Quando Bouvier fez, aos 17 anos, uma viagem à Lapônia, usou pela primeira vez uma câmera fotográfica - e a partir de então aderiu ao costume de fazer registros dos povos e dos locais por onde passava. Nessa mostra, além de suas fotos feitas entre 1953 e 1955, estarão reproduções de manuscritos e trechos de seus livros. Nicolas Bouvier. Pinacoteca do Estado. Pça. da Luz, 2, tel. 3229-9844. 3.ª a dom., 10 h às 18 h. R$ 4 (sáb. grátis). Até 13/5

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.