Musical O Senhor dos Anéis desagrada crítica na estréia

O musical da superprodução cinematográfica O Senhor dos Anéis teve estréia ontem em Toronto, no Canadá, e foi mal recebido pela crítica, mas fez sucesso entre o público ouvido pela BBC. O espetáculo, baseado no best-seller de JRR Tolkien, dura três horas e demorou quatro anos para ficar pronto, com o custo mais caro da história de um musical: custou US$ 25 milhões. As críticas não foram positivas. "Ele (o projeto) serve para provar que nem sempre se resolve um problema colocando bastante dinheiro nele", diz Charles Spencer, do jornal britânico Daily Telegraph, que classificou o espetáculo de "insuportavelmente fofinho". "Toda a tecnologia empregada lembra mais uma feira de artes e espetáculos", diz o crítico Bem Brantley, do diário americano The New York Times. Para ele, o espetáculo foi "amplamente incompreensível". O público ouvido pela BBC, no entanto, não poupou elogios, chamado o musical de "fantástico", "incrível" e "muito, muito bom".O filme O Senhor dos Anéis - O Retorno do Rei, dirigido por Peter Jackson, ganhou 11 estatuetas no Oscar 2004, inclusive as de melhor filme e melhor diretor, e quatro Globos de Ouro, além de muitos outros prêmios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.