Música e humor de caras de pau

Lizzie McGuire - Um Sonho Popstar

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

04 de julho de 2012 | 03h10

16 H NA GLOBO

(The Lizzie Mcguire Movie). EUA, 2003. Direção de Jim Fall, com Hilary Duff, Adam Lamberg, Hallie Todd, Robert Carradine, Jake Thomas, Ashlie Brillaut.

Também chamado de Amores de Verão, este filme mostra grupo de estudantes que, após a formatura, parte em viagem de férias para a Itália, onde Hilary Duff é confundida com uma cantora popstar chamada Isabella. Ela não apenas se envolve com o namorado da estrela como tem de cantar no lugar dela, num importante concerto. A produção da Disney virou cult entre adolescentes, mas, em matéria de Roma, com amor, prefira o filme de Woody Allen, com Penélope Cruz e Roberto Benigni, em cartaz nos cinemas. Reprise, colorido, 94 min.

Almoço em Agosto

22 H NA CULTURA

(Pranzo di Ferragosto). Itália, 2008, Direção e interpretação de Gianni di Gregorio, com Valerias de Franciscis, Alfonso Santagata, Maria Cali.

O horário da Mostra resgata o longa de Gianni Di Gregorio que foi um grande sucesso de público e crítica na Itália. Solteirão de meia-idade endividado, que mora com a mãe viúva, oferece-se para saldar dívidas tomando conta das mães idosas de amigos, para que eles possam sair em férias. Ele não apenas resolve seu problema de dinheiro como inicia novo diálogo com a própria mãe e integra as idosas, de maneira geral, a uma forma mais afável de convivência. O ator, roteirista e diretor Di Gregorio disse que foi duro convencer os produtores a colocar dinheiro no projeto. Todo mundo dizia que um filme com e sobre velhas não atrairia público. A surpresa foi grande, mas está ligada à empatia que o filme e os personagens despertam. Reprise, colorido, 75 min.

High School Kids

0 H NA RECORD

(Kids in America). EUA, 2005. Direção de Josh Stolberg, com Gregory Smith, Chris Morris, Stephanie Sherrin, Caitlin Wachs, Emy Coligado.

Diretora autoritária impede que os alunos da sua escola se expressem livremente - e, é claro, namorem. Eles lutam por seus direitos e ganham a ajuda de um professor. Comédia teen meio bobinha. Inédito, colorido, 91 min.

TV Paga

Os Amantes

18H20 NO TELECINE CULT

(Les Amants). França 1958. Direção de Louis Malle, com Jeanne Moreau, Jean-Marc Bory.

Malle adquiriu a fama de cineasta do escândalo quando este filme foi proibido pela Igreja Católica e ele próprio foi ameaçado de excomunhão. Tudo por causa da cena famosa em que Jean-Marc Bory desliza sobre o corpo de Jeanne Moreau, desaparece da tela e o rosto dela fica em êxtase, enquanto ele, presumivelmente, faz sexo oral na parceira. A história é sobre mulher insatisfeita que passa noite de amor (e sexo) com estranho. Sua vida nunca mais será a mesma. A história do cinema também não foi. Reprise, preto e branco, 100 min.

O Diabo a Quatro

22 H NO CANAL BRASIL

Brasil, 2004. Direção de Alice de Andrade, com Maria Flor, Jonathan Haagensen, Ney Latorraca, Ana Beatriz Nogueira, Zezeh Barbosa, Evandro mesquita, Marília Gabriela.

Dois homens maduros e um garoto se apaixonam pela mesma mulher. E tudo se passa num quarteirão de Copacabana, que fornece o avesso da paisagem de cartão-postal do Rio. Drama ou comédia? A diretora Alice de Andrade, filha de Joaquim Pedro, mistura gêneros, beneficia-se da contribuição do elenco e, como o pai, um ícone do Cinema Novo, adota a divisa de Macunaíma - 'Cada um por si e Deus contra todos'. Reprise, colorido, 100 min.

Havana

22 H NO TELECINE CULT

(Habana). EUA. Direção de Sydney Pollack, com Robert Redford, Lena Olin, Raul Julia, Alan Arkin, Tomas Milian.

Pollack e o astro Redford fizeram vários filmes juntos e o melhor foi Jeremiah Johnson, Mais Forte Que o Ódio, apesar de que Entre Dois Amores foi que deu o Oscar para o diretor. Havana dialoga com o clássico Casablanca, de Michael Curtiz, de 1942, cuja história praticamente reconstitui. Redford faz jogador Jack Weil na Cuba de 1958, nos últimos dias do regime do ditador Fulgencio Batista. Ele se liga a Lena Olin, que vive a ativista política Bobby Durán, cujo marido participa do movimento revolucionário. Chega o momento em que, como Humphrey Bogart no cult de Curtiz, Redford tem de renunciar à mulher que ama. Não é um grande filme, mas tem seus atrativos e o elenco ajuda. Reprise, colorido, 125 min.

Os Irmãos Cara de Pau

22 H NO TCM

(The Blues Brothers). EUA, 1980. Direção de John Landis, com John Belushi, Dan Aykroyd, Carrie Fisher, Kathleen Freeman, James Brown.

Comédia filmada em Chicago virou cult e, anos mais tarde, teve uma continuação, feita pelo próprio Landis, mas sem John Belushi (1949-1982), que morreu de overdose pouco tempo depois de concluída a produção. Belushi e Dan Aykroyd fazem os blues brothers do título original. Criados num orfanato, eles promovem grande show beneficente quando a instituição corre o risco de fechar. Grandes nomes do rock e do blues participam da trama e dois números musicais integram-se ao humor, o que faz parte da fama do filme. Ray Charles, Aretha Franklin, Cab Calloway, James Brown, John Lee Hooker são alguns dos artistas que se apresentam no show dentro do filme, bem como o diretor Steven Spielberg, que faz uma ponta. Reprise, colorido, 131 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.