Museus fazem protesto de um dia contra corte de verbas na Itália

ROMA (Reuters Life!) - Museus, sítios arqueológicos, bibliotecas públicas e teatros da Itália não vão abrir no dia 12 de novembro por causa de um protesto nacional contra cortes de verbas governamentais para a cultura.

REUTERS

04 de novembro de 2010 | 17h29

Os organizadores do protesto disseram na quinta-feira que o austero orçamento aprovado neste ano pelo Parlamento corta 58 milhões de euros (82 milhões de dólares) por ano para as artes e a cultura em 2011 e 2012.

Junto a outros cortes ocorridos nos últimos anos, inclusive nos repasses a governos locais, o setor deve perder cerca de 1,1 bilhão de euros nos próximos dois anos, segundo os envolvidos.

Museus, monumentos e outros locais que aderirem à campanha, chamada "Portas fechadas, luzes sobre a cultura", irão fechar aos visitantes ou protestar de outras formas.

Tudo o que sabemos sobre:
ARTEMUSEUITALIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.